Ano 2012 - Volume 32, Número 9


Título
Detecção e quantificação do antigeno Duffy nos eritrócitos de bovinos empregando um anticorpo policlonal, 32(9):936-940
Autores

Resumo
RESUMO.- Antonangelo A.T.B.F., Colombi D., Curi R.A., Braz A.S.K., Oliveira T.M. & Mota L.S.L.S. 2012. Detection and quantification of Duffy antigen on bovine red blood cell membranes using a polyclonal antibody. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(9):936-940. Departamento de Genética, Instituto de Biociências, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Unesp-Butucatu, Distrito de Rubião Junior s/n, Botucatu, SP 18618-970, Brazil. E-mail: lmota@ibb.unesp.br

As doenças infecciosas e parasitárias causam perdas importantes em vários setores da produção da pecuária mundial. Estima-se que mais de 600 milhões de bovinos de países tropicais e subtropicais estejam expostos à infecção por Babesia sp. gerando grande prejuízo econômico. Os gêneros Babesia e Plasmodium são hemoparasitas pertencentes ao filo Apicomplexa e apresentam características comuns no processo de invasão eritrocitária. A babesiose bovina causada por Babesia bigemina e Babesia bovis apresenta sinais clínicos similares a malária humana causada por Plasmodium vivax e Plasmodium falciparum. A glicoproteína Duffy é a única receptora para o P. vivax em humanos. A maioria dos indivíduos negros africanos é resistente a este parasita devido a uma mutação que provoca a ausência de expressão desta glicoproteína na superfície das hemácias. Tendo em vista este fato, e que animais da subespécie Bos taurus taurus são mais susceptíveis à babesiose quando comparados à animais Bos taurus indicus, objetivou-se neste trabalho a detecção e quantificação do antígeno Duffy na superfície dos eritrócitos de bovinos empregando para tal, anticorpo policlonal que permitisse investigar se as diferenças na susceptibilidade são devido a diferentes níveis de expressão do antígeno Duffy nas hemácias. Ensaios de ELISA mostraram que o anticorpo produzido foi capaz de reconhecer o antígeno Duffy presente nas hemácias bovinas e a análise quantitativa não demonstrou diferença significativa na presença do mesmo. Estes resultados sugerem que a resistência maior dos zebuínos à babesiose não se deve à ausência de expressão, ou à presença em menor quantidade do antígeno Duffy na superfície de suas hemácias.
Download / Visualização