Ano 2012 - Volume 32, Número 11


Título
Suscetibilidade a desinfetantes e perfil de resistência a antimicrobianos em isolados de Escherichia coli, 32(11):1116-1120
Autores

Resumo
RESUMO.- Krewer Ca.C., Gressler L.T., Costa M.M., Krewer Cr.C. & Vargas A.C. 2012. [Susceptibility to disinfectants and antimicrobial resistance profile in Escherichia coli isolates.] Suscetibilidade a desinfetantes e perfil de resistência a antimicrobianos em isolados de Escherichia coli. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(11):1116-1120. Laboratório de Microbiologia e Imunologia Animal, Universidade Federal do Vale do São Francisco, Rodov. BR 407 Km 12, Lote 543, Projeto de Irrigação Nilo Coelho s/n C1, Petrolina, PE 56300-000, Brazil. E-mail: mateus.costa@univasf.edu.br

A colibacilose, causada por Escherichia coli, é a enfermidade entérica de maior impacto na produção de suínos, podendo levar à morte do animal. Esta bactéria possui grande capacidade de desenvolver resistência a múltiplos antimicrobianos e a desinfetantes. Desta forma, estudos que abordem mecanismos de resistência e perfil de amostras de campo tornam-se necessários. E. coli é amplamente utilizada como modelo de estudos que exploram a resistência intrínseca e extrínseca a multidrogas. Neste trabalho, buscou-se verificar o perfil de sensibilidade de 62 isolados de E. coli de suínos frente a três desinfetantes e a 13 antimicrobianos. Ainda, em 31 destes isolados foi pesquisada a presença de mecanismo de efluxo. Dos três desinfetantes avaliados, o cloreto de alquil dimetil benzil amônio+poliexietilenonilfenileter foi o que se mostrou mais eficaz (100%), seguido do glutaraldeído+cloreto de alquil dimetil benzil amônio (95,2%) e do cloreto de alquil dimetil benzil amônio (88,8%). Dentre os antimicrobianos testados, observou-se maior resistência para a tetraciclina (62,2%) e maior sensibilidade para o florfenicol (88,6%). A alta sensibilidade dos isolados frente aos desinfetantes pode estar relacionada à ausência de mecanismo de efluxo. O índice de resistência múltipla médio aos antimicrobianos foi de 0,52, o que demonstra um perfil multirresistente dos isolados, conduzindo para a necessidade do uso racional destas drogas em suinocultura.
Download / Visualização