Ano 2012 - Volume 32, Número 12


Título
Diagnóstico molecular de herpesvírus ovino tipo 2 em surto de febre catarral malígna em bovinos do Rio Grande do Norte, 32(12):1213-1218
Autores

Resumo
RESUMO.- Headley S.A., Sousa I.K.F., Minervino A.H.H., Barros I.O., Barrêto Júnior R.A., Alfieri A.F., Ortolani E.L. & Alfieri A.A. 2012. Molecular confirmation of ovine herpesvirus 2-induced malignant catarrhal fever lesions in cattle from Rio Grande do Norte, Brazil. [Diagnóstico molecular de herpesvírus ovino tipo 2 em surto de febre catarral malígna em bovinos do Rio Grande do Norte.] Pesquisa Veterinária Brasileira 32(12):1213-1218. Laboratório de Patologia Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária, Universidade Norte do Paraná, PR 218 Km 1, Cx. Postal 560, Arapongas, PR 86702-670, Brazil. E-mail: headleysa@gmail.com

Os achados moleculares confirmaram a participação do herpesvírus ovino tipo 2 (OHV-2) nas lesões observadas em um surto de febre catarral malígna em bovinos. Três bovinos oriundos de propriedade rural de Mossoró, Rio Grande do Norte apresentaram manifestações clínicas, que incluíram secreção nasal mucopurulenta, opacidade da córnea e incoordenação motora. A necropsia revelou ulcerações e hemorragias da cavidade oral, opacidade da córnea e linfonodomegalia. Os achados histopatológicos significativos incluíam vasculite necrosante generalizada, meningoencefalite não supurativa, nefrite intersticial linfocítica, hepatite linfocítica e trombose. A PCR, realizada a partir de DNA extraído do rim e do linfonodo mesentérico de um dos animais, amplificou um produto com 423 pares de base do gene da proteína do tegumento do herpesvírus ovino 2 (OHV-2). O sequenciamento direto dos produtos da PCR e a análise pelo Blast demonstraram que o produto amplificado apresentava 98-100% de identidade com sequências do OHV-2 depositadas no GenBank. As análises filogenéticas, baseadas nas sequências deduzidas de aminoácidos demonstraram que a cepa de OHV-2 circulando em ruminantes nos estados de Rio Grande do Norte e Minas Gerais são semelhantes àquelas identificadas em outras regiões geográficas. Esses achados confirmam a participação ativa de OHV-2 nas manifestações clássicas de febre catarral maligna em ovinos.
Download / Visualização