Ano 2012 - Volume 32, Número 1001


Título
Estudo anatômico comparativo dos nervos da perna de Cebus (macaco-prego) com babuínos, chimpanzés e humanos modernos, 32(Supl.1):113-117
Autores

Resumo
RESUMO.- Abreu T., Pfrimer G.A., Aversi-Ferreira R.A.G.M.F., Brandão L.D., Maior R.S., Nishijo H. & Aversi-Ferreira T.A. 2012. Comparative anatomical study of the leg’s nerves of Cebus (barbed capuchins) with baboons, chimpanzees and modern humans. [Estudo anatômico comparativo dos nervos da perna de Cebus (macaco-prego) com babuínos, chimpanzés e humanos modernos.] Pesquisa Veterinária Brasileira 32(Supl.1):113-117. Laboratory of Anthropology, Biochemistry, Neuroscience and Behavior of Primates, University Federal of Tocantins, Avenida NS 15, 109 North, Palmas, TO 77001-090, Brazil. E-mail: aversiferreira@gmail.com

Os estudos anatômicos comparativos entre os primatas são importantes para pesquisas associadas com a etologia, evolução, taxonomia e compreensão dos usos de ferramentas pelos hominídeos. Especificamente, o conhecimento anatômico sobre Cebus contribui para sua própria conservação e para o desenvolvimento de procedimentos cirúrgicos e tratamentos clínicos destes animais, pois são frequentemente vítimas de acidentes automobilísticos. Recentemente, estudos sobre características comportamentais de Cebus indicaram conclusões erradas sobre sua anatomia, o que pode ser atribuído aos poucos dados disponíveis sobre a anatomia desses animais na literatura especializada. Portanto, para fornecer dados anatômicos e fornecer suporte para as outras ciências relacionadas com a anatomia e também desenvolver procedimentos cirúrgicos e/ou clínicos, foram descritos os nervos das pernas de Cebus com enfoque sobre a posição, a trajetória e os músculos inervados, e comparar esses resultados com os dos humanos modernos e outros primatas. Oito espécimes adultos de macacos-prego foram usados para este estudo. O estudo anatômico comparativo dos nervos da perna de Cebus demonstrou que, em geral, a organização estrutural dos nervos é semelhante entre os quatro primatas aqui analisados (Cebus, chimpanzés, babuínos e humanos modernos), o que pode ser atribuído ao fato de que os quatro primatas terem estruturas corporais semelhantes. No entanto, a trajetória dos nervos e a inervação dos músculos em Cebus o aproximam dos babuínos.
Download / Visualização