Ano 2013 - Volume 33, Número 2


Título
Estudo filogenético do parvovírus canino tipo 2c no Centro-Oeste do Brasil, 33(2):214-218
Autores

Resumo
RESUMO.- Fontana D.S., Rocha P.R.D., Cruz R.A.S., Lopes L.L., Melo A.L.T., Silveira M.M., Aguiar D.M. & Pescador C.A. 2013. A phylogenetic study of canine parvovirus type 2c in midwestern Brazil. [Estudo filogenético do parvovírus canino tipo 2c no Centro-Oeste do Brasil.] Pesquisa Veterinária Brasileira 33(2):214-218. Departamento de Clínica Médica Veterinária, Faculdade de Agronomia, Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Federal de Mato Grosso, Av. Fernando Corrêa da Costa 2367, Cuiabá, MT 78069-900, Brazil. E-mail: capescador@ufmt.br

Desde o final dos anos de 1970, o parvovírus canino tipo 2 (CPV-2) tem emergido como agente de severa e fatal enterite hemorrágica, principalmente em cães com idade inferior a seis meses. Três variantes antigênicas de CPV-2 foram descritas mundialmente (CPV-2a/b/c). O objetivo do estudo foi determinar a presença do CPV-2 e suas variantes circulantes em cães no Município de Cuiabá, Centro-oeste, Brasil. Das 50 amostras fecais, coletadas entre 2009 e 2011, 27 foram positivas para CPV-2 na PCR, sendo 13 analisadas pelo sequenciamento de um fragmento de 583 pares de base do gene VP2. Todas as cepas foram caracterizadas como CPV-2c e apresentaram baixa variabilidade genética. Estes achados indicaram que o CPV-2c está circulando na população canina do Município de Cuiabá, Região Centro-Oeste do Brasil.
Download / Visualização