Ano 2013 - Volume 33, Número 5


Título
Resistência antimicrobiana em Enterococcus faecalis e Enterococcus faecium isolados de carcaças de frango, 33(5):575-580
Autores

Resumo
RESUMO.- Campos A.C.F.B., Souza N.R., Silva P.H.C. & Santana A.P. 2013 [Antimicrobial Resistance of Enterococcus faecalis and Enterococcus faecium isolated from poultry carcasses.] Resistência antimicrobiana em Enterococcus faecalis e Enteroccus faecium isolados de carcaças de frango. Pesquisa Veterinária Brasileira 33(5):575-580. Laboratório de Microbiologia de Alimentos, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, Universidade de Brasília, Campus Darcy Ribeiro, ICC Sul, ASS sala 128/10, Asa Norte, Brasília, DF 70910-900, Brazil. E-mail: patvet@unb.br

O objetivo deste trabalho foi realizar o isolamento e analisar o perfil de resistência antimicrobiana de Enterococcus de carcaças de frango resfriadas e congeladas comercializadas no Distrito Federal, detectando genes de resistência antimicrobiana e identificando as espécies Enterococcus faecalis e Enterococcus faecium por reação polimerase em cadeia. Foram analisadas 100 carcaças de frangos, das quais foram isoladas 50 cepas de Enterococcus spp., sendo 42% de E. faecalis e 2% de E. faecium. O teste de susceptibilidade antimicrobiana demonstrou que todas as cepas isoladas apresentaram resistência a pelo menos um antimicrobiano, dos quais 90,47% das cepas de E. faecalis, 100% das cepas de E. Faecium e 82,14% dos Enterococcus spp. apresentaram resistência à Tetraciclina; 80,95% das cepas de E. faecalis e 35,71% das cepas de Enterococcus spp. foram resistentes à Eritromicina; 39,28% dos Enterococcus spp. e 23,80% dos E. faecalis à Ciprofloxacina e 28,57% dos E. faecalis apresentaram resistência ao Cloranfenicol. Foram detectados os genes de resistência antimicrobiana erm(B), vanC-1, aph(3’)-llla, ant(6)-la, vanB, vanA, aac(6’)-le-aph(2’’)-la, erm(A) e tet(M) – este último mais frequente. Estes resultados sugerem sérios problemas para a Saúde Pública, uma vez que esses microrganismos podem possuir a capacidade de transmitir genes de resistência antimicrobiana para outros microrganismos presentes na microbiota intestinal de humanos e animais, podendo inviabilizar o uso destas drogas para tratamentos clínicos.
Download / Visualização