Ano 2013 - Volume 33, Número 9


Título
Isolamento e caracterização das células mesenquimais multipotentes estromais derivadas do sangue periférico equino, 33(9):1151-1154
Autores

Resumo
RESUMO.- Carvalho A.M., Yamada A.L.M., Martins J.R.B., Maia L., Golim M.A., Deffune E., Hussni C.A. & Alves A.L.G. 2013. Isolation and characterization of equine peripheral blood-derived multipotent mesenchymal stromal cells. [Isolamento e caracterização das células mesenquimais multipotentes estromais derivadas do sangue periférico equino.] Pesquisa Veterinária Brasileira 33(9):1151-1154. Departamento de Cirurgia e Anestesiologia Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Distrito de Rubião Junior s/n, Botucatu, SP 18618-970, Brazil. E-mail: anaalves@fmvz.unesp.br

O objetivo deste estudo foi isolar, cultivar e caracterizar as células mesenquimais multipotentes estromais derivadas do sangue periférico (SpCTMs) equino. O sangue periférico foi coletado, seguido do isolamento das células mononucleadas utilizando o reagente de gradiente de densidade e o cultivo das células aderentes. Os anticorpos monoclonais mouse anti-horse CD13, mouse anti-horse CD44 e mouse anti-rat CD90 foram utilizados para a caracterização imunofenotípica da superfície das SpCTMs. Estas células também foram cultivadas utilizando meio de cultura específico para a diferenciação adipogênica e condrogênica. Não houve expressão do marcador CD13, mas os marcadores CD44 e CD90 foram expressos em todas as passagens testadas. Após 14 dias da diferenciação das células em adipócitos, gotículas de lipídeos foram observados através da coloração com Oil Red O. Vinte e um dias após a diferenciação condrogênica, as células foram coradas com o Alcian Blue. Embora a técnica de isolamento destas células necessite ser otimizada, o presente estudo demonstra a caracterização parcial das SpCTMs, classificando-as como um tipo de células progenitoras promissoras para o uso na terapia celular em equinos.
Download / Visualização