Ano 2013 - Volume 33, Número 11


Título
Desenvolvimento de ELISA indireto para detectar anticorpos específicos contra Corynebacterium pseudotuberculosis em ovinos utilizando o supernadante de cultura da cepa T1 como antígeno, 33(11):1296-1302
Autores

Resumo
RESUMO.- Rebouças M.F., Loureiro D., Bastos B.L., Moura-Costa L.F., Hanna S.A., Azevedo V., Meyer R. & Portela R.W. 2013. Development of an indirect ELISA to detect Corynebacterium pseudotuberculosis specific antibodies in sheep employing T1 strain culture supernatant as antigen. [Desenvolvimento de ELISA indireto para detectar anticorpos específicos contra Corynebacterium pseudotuberculosis em ovinos utilizando o supernadante de cultura da cepa T1 como antígeno.] Pesquisa Veterinária Brasileira 33(11):1296-1302. Laboratório de Imunologia e Biologia Molecular, Instituto de Ciências da Saúde, Universidade Federal da Bahia, Av. Reitor Miguel Calmon s/n, Vale do Canela, Salvador, BA 40110-100, Brazil. E-mail: rwportela@gmail.com

Corynebacterium pseudotuberculosis é o agente etiológico da linfadenite caseosa (LC) uma doença crônica que afeta ovinos e caprinos caracterizada pela formação de granulomas em linfonodos. A LC causa perdas econômicas significativas em criações de pequenos ruminantes. Este trabalho teve como objetivo testar antígenos secretados da cepa T1 da bactéria em um sistema de ELISA indireto para detecção de anticorpos específicos contra C. pseudotuberculosis. O perfil eletroforético do antígeno foi analisado, bem como o padrão de reconhecimento por soros de animais infectados. Os resultados do ELISA foram comparados com ensaio de multiplex PCR e com teste de indução de produção específica de IFN-gama. O ELISA foi capaz de discriminar animais positivos de animais negativos, com sensibilidade de 89% e especificidade de 99%, usando o isolamento microbiológico como padrão ouro. Quando o ensaio foi comparado com o multiplex PCR e a produção específica de IFN-gama, somente seis resultados discrepantes foram encontrados em trinta e duas amostras. Pode-se concluir que o ensaio de ELISA desenvolvido pode ser utilizado com alto grau de confiança para o diagnóstico da LC em ovinos.
Download / Visualização