Ano 2013 - Volume 33, Número 1001


Título
Metabolismo oxidativo e perfil bioquímico muscular de cavalos de pólo suplementados com complexo vitamínico ADE, 33(Supl.1):58-62
Autores

Resumo
RESUMO.- Weigel R.A., Lima A.S., Morgado A.A., Nunes G.R., Mirian M.M., Hagen S.F., Fernandes W.R. & Sucupira M.C.A. 2013. Oxidative metabolism and muscle biochemical profile of polo horses supplemented with an ADE vitamin complex. [Metabolismo oxidativo e perfil bioquímico muscular de cavalos de pólo suplementados com complexo vitamínico ADE.] Pesquisa Veterinária Brasileira 33(Supl.1):58-62. Departamento de Clínica Médica, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo, Av. Prof. Dr. Orlando M. de Paiva 87, São Paulo, SP 05508 270, Brazil. E-mail: msucupir@usp.br

O jogo de pólo se caracteriza por mudanças abruptas e frequentes na intensidade do exercício dos cavalos. Para satisfazer esta demanda inconstante de energia, os animais utilizam as vias aeróbia e anaeróbia em proporções e intensidade variáveis. Neste contexto deve haver equilíbrio entre a formação das espécies reativas de oxigênio (EROs) e a ação das substâncias antioxidantes a fim de evitar o estresse oxidativo e suas consequências. Avaliou-se o efeito da suplementação com vitaminas ADE no metabolismo oxidativo destes animais. Para tanto, 18 equinos mestiços foram distribuídos aleatoriamente em dois grupos: tratado e controle (GT) e controle (GC).Os animais do GT receberam complexo vitamínico ADE (1 mL/50 kg de peso vivo) pela via intramuscular profunda aos 30 e 15 dias antes do jogo. Os cavalos do GC receberam, pela mesma via de administração e nos mesmos momentos, 10mL de solução fisiológica. Os animais jogaram um tempo de 7,5min. Foram coletadas amostras de sangue nos mesmos dias de tratamento e imediatamente antes e aos 15, 90 e 180 minutos após o jogo. Foram determinadas as concentrações sanguíneas de CK, LDH, lactato, glicose, AST, GSH, SOD e MDA. Após o jogo o GT apresentou maiores valores para AST, lactato e glicemia que o GC, sugerindo melhor aproveitamento energético dos animais tratados. Os valores maiores de GSH e menores de lactato no GT antes da prova sugerem maior aporte antioxidante nos animais tratados. A manutenção dos teores de MDA indica que nenhum dos grupos entrou em estresse oxidativo.
Download / Visualização