Ano 2014 - Volume 34, Número 3


Título
Características auscultatórias e eletrocardiográficas de equinos da raça Crioula, 34(3):281-289
Autores

Resumo
RESUMO.- Schade J., Schade M.F.S. & Fonteque J.H. 2014. Auscultatory and electrocardiographic characteristics of Crioulo horses. [Características auscultatórias e eletrocardiográficas de equinos da raça Crioula.] Pesquisa Veterinária Brasileira 34(3):281-289. Hospital de Clínicas Veterinárias, Departamento de Medicina Veterinária, Centro de Ciências Agroveterinárias, Universidade do Estado de Santa Catarina, Av. Luiz de Camões 2090, Lages, SC 88520-000, Brazil. E-mail: fonteque@hotmail.com

Com o objetivo de determinar as características auscultatórias e eletrocardiográficas de equinos da raça Crioulo foram avaliados 100 animais (21 garanhões, nove machos castrados, 27 fêmeas prenhes e 43 fêmeas vazias) com idades entre um e 26 anos. A auscultação cardíaca foi realizada junto ao exame clínico do sistema cardiovascular, avaliando-se frequência, ritmo e sons cardíacos normais e anormais (sopros). O exame eletrocardiográfico seguiu o sistema de derivação bipolar base-ápice, com os animais em repouso, utilizando-se um aparelho ECG-PC TEB. Foram determinadas a frequência (FC) e ritmo cardíaco, morfologia, duração e amplitude de ondas e complexos e duração de intervalos. Os resultados foram submetidos ao teste ANOVA e teste Tukey com probabilidade de erro de 5%. A auscultação cardíaca evidenciou além dos sons cardíacos normais S1 (100,0%), S2 (100,0%), S3 (19,0%) e S4 (34,0%), presença de sopro funcional sistólico e diastólico (10,00%) e sopro sistólico compatível com regurgitação tricúspide. A FC obteve valores médios de 43,64 bpm, observando-se diferenças significativas em relação ao fator sexual, etário e nível de treinamento. O ritmo sinusal foi o mais frequente (57,00%), seguido de taquicardia sinusal (38,00%) e arritmia sinusal (5,00%), sendo as alterações do ritmo observadas em 16% dos traçados. A análise de ondas, complexos e intervalos foram observadas diferenças significativas quanto a fatores sexual, etário e nível de treinamento. As ondas P e T foram observadas com maior frequência em suas formas P bifida positiva (95,00%) e T bifásica (91,00%), sendo variável no traçado. Também foram observadas ondas Q em 12,00% dos traçados. Conclui-se que as características auscultatórias de equinos da raça Crioula estão de acordo com o descrito na literatura para a espécie e que o fator sexual, a categoria, o fator etário e o nível de treinamento podem influenciar alguns parâmetros eletrocardiográficos.
Download / Visualização