Ano 2014 - Volume 34, Número 5


Título
Processos supurativos intracranianos em 15 ruminantes domésticos, 34(5):421-426
Autores

Resumo
RESUMO.- Câmara A.C.L., Vale A.M., Batista J.S., Feijó F.M.C. & Soto-Blanco B. 2014. Suppurative intracranial processes in 15 domestic ruminants. [Processos supurativos intracranianos em 15 ruminantes domésticos.] Pesquisa Veterinária Brasileira 34(5):421-426. Hospital Veterinário, Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Avenida Francisco Mota 572, BR-110 Km 47, Presidente Costa e Silva, Mossoró, RN 59625-900, Brazil. E-mail: aclcamara@yahoo.com.br

Além da listeriose, que é relativamente comum em ruminantes, existem outros três processos supurativos intracranianos (PSI) identificáveis ​​em ungulados adultos, que não são comuns, como: abscesso cerebral, empiema basilar e meningite supurativa. O presente trabalho tem como objetivo relatar os achados epidemiológicos, clínicos, laboratoriais, patológicos e microbiológicos de 15 ruminantes domésticos com PSI. O total de 15 animais foi selecionado (oito ovinos, quatro bovinos e três caprinos), com o diagnóstico definitivo de empiema basilar (n=3), abscesso cerebral (n=1), listeriose (n=5) e meningite supurativa (n=6). A hematologia revelou leucocitose com inversão da relação linfócito/ neutrófilo em quatro animais. Na maioria dos animais, a análise do líquido cefalorraquidiano (LCR) revelou coloração amarelado clara e aspecto turvo devido à pleocitose neutrofílica (15 – 997 leucócitos/µL). A cultura microbiológica de LCR ou de fragmentos do sistema nervoso central (SNC), permitiu o isolamento de Trueperella (Arcanobacterium) pyogenes, Listeria monocytogenes, Escherichia coli e Stenotrophomonas sp. No caprino com abscesso de tálamo, a cultura microbiológica não foi realizada, mas bactérias Gram positivas tipo bacilos foram observadas na histologia. O diagnóstico desses surtos foi baseado na associação dos achados epidemiológicos, clínicos, patológicos e bacteriológicos; reiterando que o componente infeccioso continua sendo uma causa importante de doença do SNC em ruminantes domésticos e também mostra a necessidade de disseminação da informação sobre as medidas preventivas mais eficazes para os criadores.
Download / Visualização