Ano 2014 - Volume 34, Número 10


Título
Babesia bovis: expressão de moléculas de adesão em células endoteliais de cordão umbilical de bovinos estimuladas com plasma de bovinos infectados, 34(10):937-941
Autores

Resumo
RESUMO.- Vargas M.I., Patarroyo J.H., Hernandez M., Peconick A.P., Patarroyo A.M., Tafur G.A., Araújo L.S. & Valente F. 2014. Babesia bovis: expression of adhesion molecules in bovine umbilical endothelial cells stimulated with plasma from infected cattle. [Babesia bovis: expressão de moléculas de adesão em células endoteliais de cordão umbilical de bovinos estimuladas com plasma de bovinos infectados.] Pesquisa Veterinária Brasileira 34(10):937-941. Laboratório de Biologia e Controle de Hematozoários e Vetores, Departamento de Veterinária, Instituto de Biotecnologia Aplicada à Agropecuária, Universidade Federal de Viçosa, Campus Universitário, Viçosa, MG 36570-900, Brazil. E- mail: jpatarro@ufv.br

Dez bezerros machos, da raça Jersey, com 1 ano de idade com baços “in situ”, sorológica e parasitologicamente livres de Babesia, foram mantidos em baias individuais no isolamento a prova de artrópodes do Depto de Veterinária desde o nascimento e ao longo de toda a experimentação. Os animais foram divididos aleatoriamente em dois grupos. Cinco animais (grupo A) foram inoculados por via intravenosa com 6,6 x107 hemácias parasitados com amostra patogênica de Babesia bovis (BboUFV - 1 7ª passagem) , para a determinação subseqüente “ex vivo” da expressão de moléculas de adesão . Cinco animais não inoculados (Grupo B ) foram utilizados como controlo negativo . A expressão de moléculas de adesão ICAM - 1, VCAM , PECAM – 1, E - selectina e trombospondina ( TSP ) foi medida em células endoteliais da veia umbilical de bovinos (BUVECs). As células endoteliais estimuladas com um pool de plasma proveniente de animais infectados com BboUFV - 1 7ª passagem tinham uma imunocoloração muito mais intensa de ICAM - 1 , VCAM , PECAM - 1 de E - selectina e de TSP , em comparação com as células que não receberam o estímulo . Os resultados sugerem que as citocinas pró-inflamatórias liberados na fase aguda da babesiose pode estar envolvida na expressão de moléculas de adesão , implicando , assim, elas na fisiopatologia da babesiose causada por B. bovis.
Download / Visualização