Ano 2014 - Volume 34, Número 10


Título
Ocorrência de Mycoplasma synoviae em granjas comerciais da avicultura de Pernambuco, 34(10):953-956
Autores

Resumo
RESUMO.- Barros M.R., Nascimento E.R., Silva J.S.A., Pinheiro Júnior J.W., Santos S.B., Machado L.S., Silva R.C.F. & Mota R.A. 2014. Occurrence of Mycoplasma synoviae on commercial poultry farms of Pernambuco, Brazil. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(10):953-956. Departamento de Medicina Veterinária, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Av. Dom Manuel de Medeiros s/n, Recife, PE 52171900, Brazil. E-mail: merciarbpe@dmv.ufrpe.br

O estado de Pernambuco é o maior produtor de ovos da região Norte e Nordeste e ocupa a segunda posição na produção de frangos de corte. Os micoplasmas são importantes patógenos aviários que causam doenças respiratórias e sinovite que resultam em grandes perdas econômicas. Objetivou-se pesquisar a ocorrência de Mycoplasma gallisepticum (MG) e Mycoplasma synoviae (MS) em frangos de corte e poedeiras comerciais no Estado de Pernambuco, Brasil. Foram colhidos fragmentos de traquéia de 55 frangos de corte sadios, 35 com sinais respiratórios e de 30 poedeiras comerciais também com sinais respiratórios, provenientes de 24 granjas, cada amostra foi composta por um “pool” de cinco aves. Para detecção de Mycoplasma gallisepticum (MG) e Mycoplasma synoviae (MS) foram utilizados o exame bacteriológico, PCR e Nested-PCR. Todas as amostras apresentaram resultados negativos no exame bacteriológico. Na PCR, sete amostras foram positivas para MS e uma para MG em amostras de aves com sinais respiratórios, sendo a amostra positiva para MG confirmada como cepa vacinal MG-F. A ocorrência de MS em aves com sinais clínicos respiratórios pode indicar ausência de barreiras sanitárias adequadas em granjas de frangos de corte e de poedeira comercial, favorecendo a sua propagação.
Download / Visualização