Ano 2014 - Volume 34, Número 10


Título
Intoxicação por Poiretia punctata em bovinos e ovinos, 34(10):963-966
Autores

Resumo
RESUMO.- Nascimento E.M., Medeiros R.M.T., Lee S.T. & Riet-Correa F. 2014. Poisoning by Poiretia punctata in cattle and sheep. [Intoxicação por Poiretia punctata em bovinos e ovinos.] Pesquisa Veterinária Brasileira 34(10):963-966. Setor de Patologia Animal, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal de Campina Grande, Av. Universitária s/n, Patos, PB 58708-110, Brazil. E-mail: eduardoaquario@hotmail.com

Poiretia punctata (Willd.) Desv. foi associada a intoxicações em bovinos e ovinos em nove fazendas no estado de Sergipe, nordeste do Brasil. Os animais eram encontrados mortos ou morreram após apresentar sinais clínicos com evolução de até 18 horas. Dois ovinos que ingeriram P. punctata, fresca, na dose de 40g/kg de peso corporal (g/kg) morreram após a ingestão da planta em três e oito horas, respectivamente. Outro ovino que ingeriu a planta coletada cinco dias antes de ser oferecida ao animal na dose de 40g/kg apresentou sinais clínicos leves e se recuperou depois de 24 horas. Dois ovinos que receberam 20g/kg e outro que ingeriu, durante três dias consecutivos, doses de 20g/kg apresentaram sinais clínicos leves e se recuperaram. Dois bovinos que ingeriram a ​​planta fresca, na dose de 20g/kg apresentaram sinais clínicos e se recuperaram. As observações clínicas da intoxicação foram depressão, ataxia, perda de equilíbrio, postura de base ampla, cabeça baixa, quedas, trismo mandibular, opistótono, nistagmo e decúbito. Não foram observadas lesões macroscópicas nem histológicas de significância. Amostras de P. punctata foram analisadas para nitratos, glicosídeos cianogênicos, e monofluoracetato sódio com resultados negativos. Conclui-se que P. punctata é uma planta tóxica que causa morte de bovinos e ovinos no estado de Sergipe.
Download / Visualização