Ano 2015 - Volume 35, Número 4


Título
Meningoencefalite trombótica-induzida por Histophilus somni em bovinos da região norte do Paraná, 35(4):329-336
Autores

Resumo
RESUMO.- Headley S.A., Bracarense A.P.F.R.L., Oliveira V.H.S., Queiroz G.R., Okano W., Alfieri A.F., Flaiban K.K.M.C., Lisbôa J.A.N. & Alfieri A.A. 2015. Histophilus somni-induced thrombotic meningoencephalitis in cattle from northern Paraná, Brazil. [Meningoencefalite trombótica-induzida por Histophilus somni em bovinos da região norte do Paraná.] Pesquisa Veterinária Brasileira 35(4):329-336. Laboratório de Patologia Animal, Departamento de Medicina Veterinária Preventiva, Universidade Estadual de Londrina, Rodovia Celso Garcia Cid, PR-445 Km 380, Cx. Postal 10.011, Londrina, PR 860571-970, Brazil. E-mail: selwyn.headley@uel.br

Meningoencefalite trombótica (Thrombotic meningoencephalitis- TME) é uma doença neurológica fatal de bovinos ocasionada por Histophilus somni. A infecção tem sido descrita predominantemente na América do Norte e de forma esporádica em outros países. O objetivo deste estudo é relatar a ocorrência de TME em bovinos da região norte do estado do Paraná, Brasil. A maioria dos animais apresentaram sinais clínicos neurológicos característicos de disfunção cerebral aguda. Análises hematológicas e do fluido cerebrospinal não foram sugestivas de infecção bacteriana do cérebro. A histopatologia revelou meningoencefalite com vasculite e trombose de pequenos vasos com discreto infiltrado neutrofílico e/ou linfocítico mesclada com fibrina no tronco e córtex cerebral e no gânglio do nervo trigêmio de todos os animais. As amostras de sistema nervoso central incluídas nesse estudo foram previamente caracterizadas como negativas para raiva por meio de técnica de imunofluorescência direta. A participação de agentes infecciosos associados à doença neurológica em bovinos foi avaliada por técnicas moleculares como PCR e RT-PCR para amplificação parcial de genes de H. somni, Listeria monocytogenes, herpesvírus bovino 1 e 5, vírus da diarreia viral bovina e herpesvírus ovino 2. As seções do cérebro de todos os animais com diagnóstico histopatológico de TME foram positivas em PCR para a detecção do gene 16S rRNA de H. somni. O sequenciamento dos produtos amplificados confirmou a presença de DNA de H. somni nos fragmentos de cérebro avaliados. As reações de PCR/RT-PCR para todos os outros micro-organismos avaliados resultaram negativas. Os resultados desse estudo confirmaram a participação do H. somni nos episódios de doença neurológica observada nos animais avaliados, amplia a distribuição geográfica da TME e ratifica estudos prévios realizados no Brasil que demonstraram a presença de H. somni em outras formas de manifestação clínica das infecções por essa bactéria.
Download / Visualização