Ano 2015 - Volume 35, Número 2


Título
Morfologia das glândulas salivares de Glironia venusta Thomas, 1912 (Didelphimorphia), 35(2):199-207
Autores

Resumo
RESUMO.- Vieira B.S., Schuingues C.O., Lima M.G., Martins D.S. & Costa G.M. 2015. [Morphology of salivary glands of the Glironia venusta Thomas, 1912 (Didelphimorphia).] Morfologia das glândulas salivares de Glironia venusta Thomas, 1912 (Didelphimorphia). Pesquisa Veterinária Brasileira 35(2):199-207. Universidade do Estado de Mato Grosso, Campus I, Rodovia MT-208 Km 147, Jardim Tropical, Alta Floresta, MT 78580-000, Brazil. E-mail: bruna_sakamotovieira@hotmail.com

O objetivo deste trabalho foi descrever a morfologia das glândulas salivares de Glironia venusta. Foi utilizado um exemplar coletado no resgate de fauna da Usina Hidroeletrica Teles Pires. Este foi fixado com solução de formaldeído a 10%. Para a análise macroscópica, as glândulas foram dissecadas e fotografadas in situ e para a microscopia foram retirados fragmentos das glândulas. Estes foram desidratados em concentrações crescentes de álcool, diafanizados em xilol, inclusos em parafina e corados com HE. G. venusta apresentou as glândulas mandibulares, parótidas, sublinguais, labiais e zigomáticas. As mandibulares se mostraram como estruturas alongadas, constituídas por lobos não septados e localizadas na porção anterior da região cervical. De formato triangular, a parótida estava localizada na depressão do masseter, ventral à cartilagem auricular. As sublinguais encontravam-se ventrais ao ramo da mandíbula, caudais ao digástrico. Foi observado na porção dorsoposterior à comissura labial, dorsal ao músculo orbicular da boca, as glândulas labiais, que apresentaram formato de “U”. Já as glândulas zigomáticas acompanhavam a forma da porção anterior do arco zigomático, na margem infraorbital. As glândulas mandibulares e sublinguais apresentaram ácinos do tipo mucosos, com alguns ácinos serosos. A parótida era constituída por ácinos puramente serosos. Na glândula labial foi observado ácinos do tipo mistos ou seromucosos. Para a glândula zigomática não foi possível a realização da análise microscópica devido problemas de procedimento histológico. As características das glândulas salivares observadas em G. venusta se assemelham a de outros mamíferos onívoros, entretanto, apresentaram pequenas diferenças no que se refere à sua localização e forma.
Download / Visualização