Ano 2015 - Volume 35, Número 10


Título
Metabolitos fecais de cortisol como indicadores de estresse em cachorro-do-mato (Cerdocyoun thous) em cativeiro, 35(10):859-862
Autores

Resumo
RESUMO.- Paz R.C.R., Souza N.P. & Brown J.L. 2015. Fecal cortisol metabolites as indicators of stress in crab-eating-fox (Cerdocyoun thous) in captivity. [Metabolitos fecais de cortisol como indicadores de estresse em cachorro-do-mato (Cerdocyoun thous) em cativeiro.] Pesquisa Veterinária Brasileira 35(10):859-862. Faculdade de Agronomia, Medicina Veterinária e Zootecnica, Universidade Federal de Mato Grosso, Av. Fernando Correa da Costa, Boa Esperança, Cuiabá, MT 78060-900, Brazil. E-mail: reginacrpaz@gmail.com

Coleta de sangue é um método comumente utilizado na pesquisa com animais domésticos. Entretanto, a técnica de coleta de sangue torna-se complicada e altamente invasiva em animais selvagens devido ao estresse, tornando-a inapropriada para pesquisa. Dessa maneira, métodos não invasivos utilizados na mensuração de hormonios tornam-se necessários. O principal objetivo deste estudo foi determinar como as concentrações de glucocorticoides atuam durante a translocação e a atividade reprodutiva de cachorro-do-mato (Cerdocyoun thous) em cativeiro. A relevância fisiológica da análise de metabolitos fecais de glucocorticoides pôde ser validada pela demonstração de que: (1) A translocação de machos para o recinto de fêmeas resultou em um aumento de 3.5 vezes comparado a concentrações basais; (2) mudanças na atividade adrenocortical, como reflexo das concentrações de metabolitos de cortisol fecal durante a reprodução, gestação e lactação em femeas de cachorro-do-mato (Cerdocyoun thous), indicaram que interações sociais resultaram em aumento de glucocorticoides fecais durante a época reprodutiva. Com estas constatações podemos concluir que amostras fecais podem ser usadas para acesso não invasivo da atividade adrenocortical em cachorro-do-mato (Cerdocyoun thous).
Download / Visualização