Ano 2015 - Volume 35, Número 11


Título
Efeito do eugenol como agente mitigador do estresse no transporte de juvenis de tilápia do Nilo, 35(11):893-898
Autores

Resumo
RESUMO.- Moreira A.G.L., Coelho A.A.C., Albuquerque L.F.G., Moreira R.T. & Farias W.R.L. 2015. [Eugenol effect as a mitigate agent of stress in transport of Nile tilapia juveniles.] Efeito do eugenol como agente mitigador do estresse no transporte de juvenis de tilápia do Nilo. Pesquisa Veterinária Brasileira 35(11):893-898. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará, Campus Morada Nova, Av. Santos Dumont s/n, Júlia Santiago, Morada Nova, CE 62900-000, Brazil. E-mail: antonio.glaydson@ifce.edu.br

O Brasil se destaca no cenário americano como um dos países com maior potencial para a piscicultura, principalmente a dulcícola. A tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus) se destaca sendo a espécie mais cultivada em nosso país. Metodologias para diminuir a interferência de agentes estressores nas funções vitais e fisiológicas dos peixes são importantes durante o manejo. O presente trabalho teve como objetivo avaliar o efeito do eugenol nas respostas metabólicas e iônicas de juvenis de tilápia do Nilo, submetidos ao transporte em sacos plásticos, em diferentes densidades, a fim de verificar a eficiência do produto como agente mitigador do estresse. O eugenol foi utilizado na concentração de 15mg/L em água. As densidades avaliadas foram 4, 7 e 10 peixes L-1, equivalente a 140, 245 e 350g L-1. Após quatro horas de transporte foram avaliados os parâmetros metabólicos (glicose e lactato) e iônicos (cloreto, magnésio e cálcio), bem como a qualidade da água nos sacos plásticos. Em relação aos dois parâmetros metabólicos, o uso do eugenol com o intuito de diminuir as respostas do estresse não foi satisfatório. Houve elevação no nível de glicose nas densidades 140 e 350g L-1 imediatamente ao término do transporte, e o teor de lactato dos peixes na densidade 245g L-1 aumentou 24 horas depois, indicando que os animais não conseguiram manter a homeostase inicial. Dentre as concentrações de íons avaliados, o magnésio foi o que sofreu maior variação. Podemos concluir que a adição de 15mg L-1 de eugenol na água durante o transporte de juvenis de tilápia do Nilo nas densidades de 140, 245 e 350g L-1 não foi capaz de minimizar as respostas ao estresse.
Download / Visualização