Ano 2016 - Volume 36, Número 1


Título
Método de obtenção de plasma rico em plaquetas de coelhos (Oryctolagus cuniculus), 36(1):39-44
Autores

Resumo
RESUMO.- Pazzini J.M., De Nardi A.B., Huppes R.R., Gering A.P., Ferreira M.G.P.A., Silveira C.P.B., Luzzi M.C. & Santos R. 2016. Method to obtain platelet-rich plasma from rabbits (Oryctolagus cuniculus). [Método de obtenção de plasma rico em plaquetas de coelhos (Oryctolagus cuniculus).] Pesquisa Veterinária Brasileira 36(1):39-44. Departamento de Clínica e Cirurgia Veterinária, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, Campus Jaboticabal, Via de Acesso Paulo Donatto Castellane s/n, Jaboticabal, SP 14884.900, Brazil. E-mail: josipazzini@hotmail.com

O plasma rico em plaquetas (PRP) é um produto de fácil obtenção a baixo custo, destacando-se pelos seus fatores de crescimento na reparação tecidual. Para obtenção do PRP, a centrifugação do sangue total é realizada com tempos e forças gravitacionais específicas. Assim, o presente trabalho teve por objetivo estudar o método da dupla centrifugação para obtenção do PRP, a fim de avaliar a eficácia de aumento da concentração de plaquetas no produto final, a preparação de gel de PRP e otimizar o tempo de preparação da amostra final. Quinze coelhos Nova Zelândia Branco, fêmeas, foram submetidos à coleta de sangue para a preparação de PRP. As amostras foram separadas em dois tubos estéreis contendo citrato de sódio. Os tubos foram submetidos ao protoloco de dupla centrifugação, com a tampa fechada a 1600 revoluções por minuto (rpm) durante 10 minutos, resultando na separação dos glóbulos vermelhos, plaquetas e plasma contendo os leucócitos. Na sequência, foram destapados para pipetar o plasma e transferí-lo para outro tubo de estéril. O plasma foi novamente centrifugado a 2000pm durante 10 minutos, resultando em duas partes: a parte superior, que consistia em plasma pobre em plaquetas (PPP) e a parte inferior do botão de plaquetas. Parte PPP foi descartado de modo que apenas 1ml de PPP permaneceu no frasco juntamente com o botão de plaquetas. Este material foi agitado suavemente para promover a ressuspensão das plaquetas, o que resultou na produção de PRP. O protocolo de centrifugação dupla foi capaz de promover a concentração de plaquetas 3 vezes maior em relação à amostra de sangue inicial. O volume de gluconato de cálcio utilizado para a ativação das plaquetas foi de 0,3ml, e foi suficiente para coagular a amostra, e o tempo de coagulação variou de 8 a 20 minutos, com uma média de 17,6 minutos. O tempo da centrifugação do sangue até a obtenção do PRP gel levou apenas 40 minutos. Concluiu-se que o PRP foi obtido com sucesso pelo protocolo de centrifugação dupla, sendo capaz de aumentar a concentração de plaquetas na amostra em comparação com o sangue total, permitindo assim a utilização de PRP em procedimentos cirúrgicos. Além disso, o tempo de preparação foi adequado, permitindo a obtenção do PRP em apenas 40 minutos, e a utilização de gluconato de cálcio foi capaz de promover a ativação das plaquetas.
Download / Visualização