Ano 2015 - Volume 35, Número 1001


Título
Concentrações bioquímicas séricas de jacaré-açú (Melanosuchus niger) machos, adultos de vida livre, 35(Supl.1):51-55
Autores

Resumo
RESUMO.- Caixeta B.T., Monteiro E.M., Pereira P.V.R. & Santos A.L.Q. 2015. [Biochemical serum concentrations of adult male caimans (Melanosuchus niger) in free life.] Concentrações bioquímicas séricas de jacaré-açú (Melanosuchus niger) machos, adultos de vida livre. Pesquisa Veterinária Brasileira 35(Supl.1):51-55. Laboratório de Ensino e Pesquisa em Animais Silvestres, Universidade Federal de Uberlândia, Rua Ceará s/n, Bloco 2D, Sala 36, Bairro Umuarama, Uberlândia, MG 38405-315, Brazil. E-mail: brcaixeta@yahoo.com.br

O jacaré-açu (Melanosuchus niger), pertencendo à família Aligatoridae, é considerado o maior predador aquático da América Continental. Como todos os répteis, possui particularidades para o uso de energia, controlando sua temperatura corporal nas variações climáticas. Essas variações podem revelar a situação metabólica atual desse animal, justificando o estudo de tais parâmetros. A importância desse trabalho se justifica pela escassez de estudos disponíveis na literatura. Nesse sentido, determinamos o perfil bioquímico de compostos sanguíneos de 12 jacarés açu, com peso de 77,66±8,92 kg, os quais foram: uréia (3,41±0,66), albumina (24,85±0,63), proteína total (63,83±16,97), ácido úrico (0,25±0,09), glicose (6,99±0,77), colesterol total (2,20±0,27), triglicérides (0,58±0,07), TGO (138,83±9,16) e TGP (12,47±2,82).
Download / Visualização