Ano 2016 - Volume 36, Número 4


Título
Método imunomagnético associado ao meio MesenCult® na obtenção de células mononucleares da medula óssea de coelhos negativas para o anticorpo monoclonal CD45, 36(4):339-344
Autores

Resumo
RESUMO.- Souza L.A., Silva L.A.F., Oliveira B.J.N.A., Lacerda E.P.S., Beletti M.E., Lima A.P., Dias T.A. & Eurides D. 2016. [Immunomagnetic method associated with MesenCult® medium to obtain bone marrow mononuclear cells from rabbits negative for CD45 monoclonal antibody.] Método imunomagnético associado ao meio MesenCult® na obtenção de células mononucleares da medula óssea de coelhos negativas para o anticorpo monoclonal CD45. Pesquisa Veterinária Brasileira 36(4):339-344. Departamento de Medicina Veterinária, Escola de Veterinária e Zootecnia, Universidade Federal de Goiás, Campus Samambaia, Avenida Esperança s/n, Campus Samambaia, Goiânia, GO 74690-900, Brazil. E-mail: souza_vet@yahoo.com.br

O objetivo detse artigo é de descrever um protocolo de isolamento das células mononucleares da medula óssea de coelhos, seguido de purificação celular por depleção negativa com o anticorpo monoclonal CD45 e posterior expansão em meio de cultura MesenCult®. Dez coelhos machos adultos, da raça Nova Zelândia, com idade média de 1,0±0,2 anos e peso médio 3,5±0,24kg, foram utilizados para padronização da metodologia. O isolamento das células mononuclares da medula óssea foi realizado pelo gradiente de densidade Ficoll-paque® e a purificação e obtenção das células- pela depleção negativa com o anticorpo monoclonal CD45 em base imunomagnética. A população celular obtida foi expandida posteriormente em meio de cultura MesenCult®. No isolamento pelo gradiente de icoll-Paque® foi obtido um rendimento médio de 7,31x106 células/mL. Após purificação e obtenção das possíveis células-tronco mesenquimais pela base imunomagnética, houve um decréscimo do rendimento para 2,28x106 células/mL, mas o processo de expansão foi incrementado pelo cultivo celular. Os resultados indicaram que as células obtidas da fração mononuclear da medula óssea, cultivadas in vitro foram capazes de gerar células aderentes 24 horas após o cultivo, com predominância de células fibroblastóides sugestivas de células-tronco mesenquimais. Concluiu-se que a obtenção de células-tronco mesenquimais pode ser alcançada após purificação das células mononucleares da medula óssea de coelhos pelo método imunomagético, o meio de cultura MesenCult® proporciona um ambiente adequado para a rápida expansão in vitro e o número de passagens exerce influência negativa sobre as características morfológicas das células.
Download / Visualização