Ano 2016 - Volume 36, Número 6


Título
Avaliação ultrassonográfica de componentes umbilicais inflamados em bezerros da raça Holandesa com até 30 dias de vida, 36(6):492-502
Autores

Resumo
RESUMO.- Seino C.H., Bombardelli J.A., Reis G.A., Santos R.B., Shecaira C.L., Azedo M.R. & Benesi F.J. 2016. [Ultrassonographic avaliation of the inflamed umbilical structures in Holstein calves during their first 30 days of life.] Avaliação ultrassonográfica de componentes umbilicais inflamados em bezerros da raça Holandesa com até 30 dias de vida. Pesquisa Veterinária Brasileira 36(6):492-502. Departamento de Clínica Médica. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo, Av. Prof. Dr. Orlando Marques de Paiva 87, São Paulo, SP 05508-270, Brazil. E-mail: caroline.seino@gmail.com

As afecções umbilicais merecem destaque entre as enfermidades que acometem bezerros no primeiro mês de vida, pela alta incidência durante essa fase da vida dos neonatos e pelas relevantes perdas econômicas, decorrentes da mortalidade, custos de tratamento e atendimento veterinário, além de sequelas que poderão determinar menores ganho de peso e produção leiteira. O diagnóstico dessas enfermidades muitas vezes é prejudicado pela dificuldade em se detectar os acometimentos das estruturas intra-abdominais do umbigo, o que afetará negativamente a escolha do tratamento mais adequado e o estabelecimento do real prognóstico para cada animal. No presente estudo, realizou-se a análise ultrassonográfica dos animais com inflamação/infecção dos componentes umbilicais sendo possível observar algumas características em relação a mensurações e ecogenicidade, presentes nos componentes umbilicais acometidos. A partir dessas avaliações concluiu-se que a medida mais adequada para identificar animais com possíveis processos inflamatórios nos componentes umbilicais é a espessura da parede dos vasos umbilicais quando comparada ao diâmetro dos mesmos. Ainda, o estudo possibilitou verificar algumas particularidades do comportamento dos componentes do cordão umbilical em bezerros sadios da raça Holandesa, bem como determinar que os vasos umbilicais intra-abdominais iniciam uma involução em porção mais interna e progridem para as extremidades próximas ao anel umbilical com o evoluir da idade. Destaca-se que o confronto desses resultados com aqueles poucos descritos na literatura disponível mostrou-se com notáveis diferenças.
Download / Visualização