Ano 2016 - Volume 36, Número 6


Título
Anatomia do movimento da região glútea e coxa de Myrmecophaga tridactyla tamanduá-bandeira (Myrmecophagidae: pilosa), 36(6):539-544
Autores

Resumo
RESUMO.- Ribeiro P.R.Q., Santos A.L.Q., Ribeiro L.A., Souza T.A.M., Borges D.C.S., Souza R.R. & Pereira S.G. 2016. Movement anatomy of the gluteal region and thigh of the giant anteater Myrmecophaga tridactyla (Myrmecophagidae: Pilosa). [Anatomia do movimento da região glútea e coxa de Myrmecophaga tridactyla tamanduá-bandeira (Myrmecophagidae: pilosa).] Pesquisa Veterinária Brasileira 36(6):539-544. Laboratory for Teaching and Research on Wild Animals (LAPAS), Federal University of Uberlândia, Rua Piauí s/n, Umuarama, Uberlândia, MG 38405-317, Brazil. E-mail: priscillarqr@yahoo.com.br

A locomoção revela o modo de deslocamento e comportamento das espécies nas suas necessidades diárias. De acordo com as diferentes necessidades das diversas espécies, diferentes padrões locomotores são adotados. As formas e pontos de fixação dos músculos são importantes determinantes dos movimentos realizados e, por conseguinte, dos padrões de locomoção e movimentação dos seres vivos. Objetivou-se associar aspectos anatômicos, cinesiológicos e biomecânicos da região glútea e coxa do tamanduá bandeira às suas características de movimentação e hábitos locomotores. Utilizaram-se três espécimes de Myrmecophaga tridactyla, fixados em solução aquosa de formaldeído a 10% e posteriormente, dissecados usando as técnicas usuais em anatomia macroscópica. As características morfológicas da região glútea e coxa que influenciam os padrões de movimento e locomoção dos animais foram analisadas e discutidas à luz da literatura. Todos os músculos da região glútea e coxa do tamanduá bandeira apresentam disposição paralela das fibras musculares, sendo planos ou fusiformes. Esses músculos formam nas articulações sobre as quais agem bioalavancas do tipo interpotente. Essas características morfológicas indicam maior predominância de amplitude e velocidade de movimento em detrimento da força. Por outro lado, características como os índices osteométricos e a observação da movimentação do tamanduá bandeira indicam o oposto, o que reflete a falta de especialização desse animal quanto aos hábitos locomotores e sinaliza a necessidade da realização futura de estudos mais detalhados a esse respeito.
Download / Visualização