Ano 2016 - Volume 36, Número 8


Título
Compactação ruminal e obstrução intestinal em bovinos, associadas ao consumo de Agave sisalana Perrine (Agavaceae), 36(8):719-723
Autores

Resumo
RESUMO.- Nascimento E.M., Medeiros R.M.T., Simões S.V.D. & Riet-Correa F. 2016. [Ruminal indigestion and intestinal obstruction in cattle associated with consumption of Agave sisalana Perrine.] Compactação ruminal e obstrução intestinal em bovinos, associadas ao consumo de Agave sisalana Perrine (Agavaceae). Pesquisa Veterinária Brasileira 36(8):719-723. Hospital Veterinário, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal de Campina Grande, Av. Universitária s/n, Patos, PB 58708-110, Brazil. E-mail: eduardoaquario@hotmail.com

A compactação dos pré-estômagos é um transtorno digestivo resultante da ingestão de forragem de baixa qualidade, rico em lignina e com baixos níveis de energia e proteína digerível, associada ou não a restrição hídrica. O acúmulo de vegetais ricos em fibras indigeríveis pode levar também a formação de fitobezoares, causando transtornos digestivos e obstruções intestinais. Objetivou-se com este trabalho descrever os aspectos epidemiológicos e as alterações clínico-patológicas de um surto de alterações digestórias em bovinos alimentados com Agave sisalana. O rebanho acometido era formado por 22 animais adultos, criados de forma semiextensiva, que, devido a escassez de forragem, receberam no cocho, quase que exclusivamente, durante dois meses, o caule do A. sisalana cortado manualmente. Seis vacas apresentaram diminuição do apetite, distensão abdominal, redução dos períodos de ruminação e da produção de fezes. Um animal foi encaminhado ao Hospital Veterinário da Universidade Federal de Campina Grande. O diagnóstico presuntivo de compactação ruminal e obstrução intestinal foi dado pela epidemiologia, sinais clínicos e análise de fluido ruminal. Na necropsia observou-se rúmen, retículo e omaso repletos, com conteúdo fibroso e ressecado constituído por fibras de A. sisalana. No abomaso observou-se a presença de conteúdo pastoso e esverdeado a acastanhado. Em todos os pré-estômagos e no abomaso havia fitobezoares, que mediam entre 4 e 12 cm de diâmetro. No duodeno um fitobezoar obstruía parcialmente a luz do órgão, com a porção anterior repleta de conteúdo e a posterior vazia. Conclui-se que a alimentação com caules de A. sisalana por longos períodos causa compactação de pre-estômagos e formação de fitobezoares.
Download / Visualização