Ano 2016 - Volume 36, Número 9


Título
Contagem de células somáticas e detecção de patógenos causadores de mastite em amostras de leite compostas e individuais simples ou em duplicata, 36(9):811-818
Autores

Resumo
RESUMO.- Souza F.N., Cunha A.F., Rosa D.L.S.O., Brito M.A.V., Guimarães A.S., Mendonça L.C., Souza G.N., Lage A.P., Blagitz M.G., Della Libera A.M.M.P., Heinemann M.B. & Cerqueira M.M.O.P. 2016. Somatic cell count and mastitis pathogen detection in composite and single or duplicate quarter milk samples. [Contagem de células somáticas e detecção de patógenos causadores de mastite em amostras de leite compostas e individuais simples ou em duplicata.] Pesquisa Veterinária Brasileira 36(9):811-818. Departamento de Medicina Veterinária Preventiva, Escola de Veterinária, Universidade Federal de Minas Gerais, Av. Presidente Antônio Carlos 6627, Belo Horizonte, MG 31270-910, Brazil. E-mail: nogueirasouza@yahoo.com.br

Os critérios mais aceitáveis ​​para o diagnóstico das infecções intramamárias em bovinos incluem tanto os resultados da cultura bacteriológica e dos indicadores de inflamação. Portanto, a informação sobre os procedimentos mais adequados a serem utilizados para identificação dos quartos infectados é necessária. Assim, o objetivo do presente estudo foi avaliar um conjunto de critérios para identificação da infecção intramamária em bovinos pelo exame microbiológico (amostras individuais de leite simples ou em duplicata, e amostras de leite compostas), e comparar o isolamento do patógeno nas amostras de leite coletadas por distintos critérios com a contagem de células somáticas (CCS). Os valores de corte da CCS determinados pela curva de característica de operação do receptor demonstraram que a coleta de amostras de leite em duplicata apresentou o maior valor do índice de Youden, especialmente quando considerou-se o quarto mamário infectado se pelo menos uma das amostras de leite da duplicata apresentou resultado bacteriológico positivo independentemente do patógeno isolado. O coeficiente kappa dos resultados do exame microbiológico das amostras de leite individuais (amostra simples S1 e S2) foi de 0,85+0,019, indicando que a coleta de amostras de leite individual, ou seja, a coleta de uma amostra de leite por quarto mamário, pode ser utilizada nos programas de controle de mastite. Por outro lado, a coleta de amostras de leite compostas para detectar patógenos causadores de mastite deve ser limitada à detecção dos patógenos principais, considerando os valores preditivos encontrados no presente estudo. Portanto, os resultados do presente estudo indicam que a CCS e o exame microbiológico do leite, embora considerados como os critérios mais aceitos para o diagnóstico da mastite, devem ser utilizados de forma integrada em programas de controle de mastite. Além disto, os critérios de coleta de amostras de leite para o diagnóstico da mastite pelo exame microbiológico e seus valores preditivos devem ser considerados nos programas de controle de mastite.
Download / Visualização