Ano 2016 - Volume 36, Número 10


Título
Levantamento epidemiológico de Neorickettsia risticii em equídeos do Estado do Rio de Janeiro, 36(10):939-946
Autores

Resumo
RESUMO.- Roier E.C.R., Costa R.L., Pires M.S., Vilela J.A.R., Santos T.M., Santos H.A., Baldani C.D. & Massard C.L. 2016. Epidemiological survey of Neorickettsia risticii in equids from the State of Rio de Janeiro. [Levantamento epidemiológico de Neorickettsia risticii em equídeos do Estado do Rio de Janeiro.] Pesquisa Veterinária Brasileira 36(10):939-946. Departamento de Parasitologia, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, BR-465 Km 7, Seropédica, RJ 23890-000, Brazil. E-mail: carlosmassard@ufrrj.br

A Neorickettisiose equina (NE), também conhecida como Febre do Cavalo de Potomac, é uma doença não contagiosa causada pela bactéria Neorickettsia risticii da família Anaplasmataceae. Os objetivos deste estudo foram detectar a presença de anticorpos anti-N. risticii através da reação de Imunofluorescência Indireta (RIFI) e do DNA dessa bactéria através da qPCR em equídeos de regiões de alta e baixa altitude no Estado do Rio de Janeiro, Brasil; e identificar os fatores associados com a soropositividade dos equídeos através da análise de regressão logística múltipla. A frequência de anticorpos anti-N. risticii foi de 16,05% (n=113/704). Observou-se que a idade e a região de criação foram os fatores que influenciaram a taxa de soropositividade para N. risticii nos equídeos (p<0,05). Equídeos da região de baixada apresentaram maior soropositividade (p<0,05; OR=5,87) quando comparado aos criados em região de montanha. A presença de caramujos na propriedade foi um fator associado a este resultado (p<0,05; OR=2,88). Na região de baixada, animais mais jovens (p<0,05; OR=0,06), criados em áreas secas (p<0,05; OR=0,22) demonstraram serem fatores de proteção na detecção de anticorpos anti-N. risticii. Não foi observada a presença do DNA-alvo de N. risticii através da qPCR em nenhuma das amostras testadas. A existência de equídeos soropositivos para N. risticii demonstra a possível circulação desse agente na área estudada, e as características inerentes a idade e a região de criação dos equídeos são fatores importantes relacionados à soropositividade no estado do Rio de Janeiro.
Download / Visualização