Ano 2016 - Volume 36, Número 11


Título
Anatomia comparativa dos músculos da região glútea de Sapajus libidinosus, 36(11):1127-1131
Autores

Resumo
RESUMO.- Soares N.P., Vieira V.S., Pereira D.K.S., Lima F.C., Araújo E.G. & Pereira K.F. 2016 Comparative anatomy of the gluteal muscles of Sapajus libidinosus. [Anatomia comparativa dos músculos da região glútea de Sapajus libidinosus.] Pesquisa Veterinária Brasileira 36(11):1127-1131. Laboratório de Anatomia Humana e Comparativa, Curso de Ciências Biológicas, Universidade Federal de Goiás, Regional Jataí, BR-364 Km 192, Setor Parque Industrial, Jataí, GO 75800-000, Brazil. E-mail: kpereiraufg@gmail.com

Os Sapajus sp. apresentam aspectos cognitivos, uso de ferramentas, comportamento social e memória, além de aspectos anatômicos, similares à primatas do Velho Mundo, como chimpanzés e babuínos, fatos inesperados para estes animais, que são primatas do Novo Mundo. Aspectos evolutivos convergentes devem ter ocorrido entre Sapajus e primatas do Velho Mundo que devem ser verificados não somente em termos de análise do comportamento, mas da estrutura anatômica. A região pélvica pode fornecer dados para a verificação de tendências evolucionárias, pois assumir a posição bípede é uma das características associadas ao uso de ferramentas pelos humanos primitivos e pongídeos. Para descrever a estrutura muscular profunda da pelve, foram utilizados oito espécimes de Sapajus libidinosus. O músculo glúteo médio em S. libidinosus, diferente de humanos, é totalmente recoberto pelo glúteo máximo, é alongado em relação aos humanos e chimpanzés, putativamente pela pelve alongada dos S. libidinosus. O músculo glúteo máximo se assemelha, considerando origem e inserção mais aos babuínos do que em humanos e chimpanzés, uma vez que em babuínos esse músculo está associado à postura semibípede e à cauda. Os músculos glúteo mínimo, piriforme, gêmeo superior, obturador interno, gêmeo inferior e quadrado estão posicionados nesta ordem em relação ao eixo crânio-caudal com todos seus tendões convergindo para uma inserção comum no trocânter maior. Os músculos da região glútea de S. libidinosus são semelhantes ao babuíno principalmente no que se refere ao músculo glúteo máximo, o que reflete o parentesco evolutivo desses animais.
Download / Visualização