Ano 2017 - Volume 37, Número 6


Título
Relação entre anemia e achados de medula óssea e eritropoetina sérica em cães com doença renal crônica, 37(6):598-602
Autores

Resumo
RESUMO.- Torres M.M., Cruz F.A.C.S., Silva E.P., Poletto D., Cayuela M.A.A., Mendonça A.J., Almeida A.B.P.F. & Sousa V.R.F. 2017. Relation between anaemia and bone marrow features and serum erythropoietin in dogs with chronic kidney disease. [Relação entre anemia e achados de medula óssea e eritropoetina sérica em cães com doença renal crônica.] Pesquisa Veterinária Brasileira 37(6):598-602. Departamento de Clínica Médica Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária, Universidade Federal de Mato Grosso, Av. Fernando Corrêa da Costa 2367, Boa Esperança, Cuiabá, MT 78060-900, Brazil. E-mail: marys_torres@hotmail.com

A anemia crônica é umas das complicações mais graves da doença renal crônica, contribuindo para a morbidade e mortalidade causada pela doença; Portanto, a avaliação citológica da medula óssea é necessária para monitorar a progressão da anemia. Assim, esse estudo objetivou correlacionar a anemia em cães em diferentes estágios da doença renal crônica aos achados de bioquímica sérica, mielograma e concentração sérica de eritropoietina. Sessenta e três cães foram agrupados de acordo com a classificação da International Renal Interest Society (IRIS) em estágios 1, 2, 3 e 4. Foram realizadas análises hematológicas, bioquímicas séricas e urinárias, e dosagem sérica de eritropoetina para comparação com os achados medulares obtidos por citologia aspirativa do manúbrio. Os achados citológicos de hipoplasia eritróide foram descritos em 93,65% dos cães, e a anemia foi observada em 84,1% dos cães. Os resultados hematológicos foram correlacionados com azotemia (p<0,05). Concluiu-se que a hipoplasia eritróide teve associação com a anemia persistente em cães em todas as fases de doença renal crônica, com deficiência de ferro em cães em fases iniciais e com a destruição periférica dos eritrócitos causada pela azotemia.
Download / Visualização