Ano 2017 - Volume 37, Número 8


Título
Avaliação dos padrões de vitalidade neonatal, glicemia, lactato e cortisol em potros da raça Paint Horse, 37(8):891-896
Autores

Resumo
RESUMO.- Cruz R.K.S., Alfonso A., Souza F.F., Oba E., Padovani C.R., Ramos P.R.R., Lourenço M.L.G. & Chiacchio S.B. 2017. Evaluation of neonatal vitality and blood glucose, lactate and cortisol concentrations in foals of the Paint Horse breed. [Avaliação dos padrões de vitalidade neonatal, glicemia, lactato e cortisol em potros da raça Paint Horse.] Pesquisa Veterinária Brasileira 37(8):891-896. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Unesp, Campus Botucatu, Distrito Rubião Júnior s/n, Botucatu, SP 18618-970, Brazil. Email: mege@fmvz.unesp.br

A avaliação clínica dos recém-nascidos, bem como a definição da conduta terapêutica adotada representam expressivos desafios ao Médico Veterinário. O objetivo deste estudo foi avaliar a vitalidade neonatal pelo escore de Apgar modificado, glicemia, lactatemia e cortisol em neonatos equinos. Para tal, foram utilizados 20 potros da raça Paint Horse, nascidos em eutocia, durante as primeiras 48 horas de vida. O escore de Apgar modificado foi realizado ao nascimento e 10 minutos após, atribuindo-se notas de 0 a 10. As colheitas das amostras de sangue, para a realização das análises laboratoriais, ocorreram nos momentos ao nascimento, 4, 8, 12, 20 16, 20, 24, 36 e 48 horas de vida. A média do escore de Apgar ao nascimento foi significativamente menor que aos 10 minutos (p<0,001). A glicemia aumentou significativamente entre o nascimento (98,90 ± 35,97 mg/dL) e às 8 horas (127,90 ± 23 27,15 mg/dL), com estabilização após as primeiras 12 horas (148,95 ± 29,59 mg/dL). A concentração sérica de lactato apresentou decréscimo significativo entre os momentos estudados, sendo o maior valor encontrado ao nascimento (5,48 ± 2,17 mmol/L), com estabilização a partir das 24 horas (2,76 ± 1.31 mmol/L). As concentrações de cortisol, reduziram significativamente (p<0,01), entre as 4 (10,46 ± 7,46 µg/dL) e as 48 horas (5,21 ± 3,35 µg/dL), sendo o maior valor encontrado as 4 horas após o nascimento. A ocorrência comum de anormalidades laboratoriais em potros recém-nascidos, aparentemente saudáveis, reforça a necessidade da realização de exames clínicos regulares e o desenvolvimento de valores laboratoriais de referência, em diferentes raças e idades.
Download / Visualização