Ano 2017 - Volume 37, Número 9


Título
Causas de morte em vacas leiteiras no Rio Grande do Sul, 37(9):916-920
Autores

Resumo
RESUMO- Mello L.S., Bianchi M.V., Bandinelli M.B., Sonne L., Driemeier D. & Pavarini S.P. 2017. [Causes of death in dairy cows in Rio Grande do Sul.] Causas de morte em vacas leiteiras no Rio Grande do Sul. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(9):916-920. Setor de Patologia Veterinária, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Av. Bento Gonçalves 9090, Porto Alegre, RS 91540-000, Brazil. E-mail: saulo.pavarini@ufrgs.br

As causas de morte em vacas leiteiras no Rio Grande do Sul foram analisadas através de um estudo retrospectivo dos protocolos de necropsia de 600 vacas leiteiras examinadas entre os anos de 1998-2012. Do total de vacas analisadas 67,5% eram oriundas da Região Metropolitana de Porto Alegre, seguida das Regiões Nordeste Rio-Grandense 12,4% e Centro Oriental Rio-Grandense 10,4%. Quanto às raças, 76,5% eram holandesas, 9,8% Jersey e 13,7% misturas dessas raças. O diagnóstico definitivo foi possível em 85,8% dos casos. A categoria de doenças inflamatórias e parasitárias foi a principal causa de morte com 48,2% dos casos conclusivos, seguida por neoplasias (17,5%), doenças tóxicas e toxi-infecções (15,9%), doenças nutricionais e metabólicas (8,5%), doenças causadas por agentes físicos (7,4%) e outras doenças (2,5%). As principais enfermidades diagnosticadas em cada categoria foram: tristeza parasitária bovina (120 casos), linfoma (77 casos), intoxicação por Senecio spp. (23 casos), retículo pericardite traumática (19 casos), cetose e timpanismo (11 casos cada uma) e fulguração (5 casos).
Download / Visualização