Ano 2017 - Volume 37, Número 10


Título
Emprego de Túnica albugínea heteróloga ovina como reforço de parede abdominal em ratos, 37(10):1108-1112
Autores

Resumo
RESUMO.- Canellas A.C.C., Moraes T.A., Araújo P.S., Lancetta C.F.F., Degani V.A.N. & Ferreira M.L.G. 2017. [Employment of ovine heterologous Tunic albuginea as abdominal wall reinforcement in rats.] Emprego de Túnica albugínea heteróloga ovina como reforço de parede abdominal em ratos. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(10):1108-1112. Programa de Pós-Graduação em Clínica e Reprodução Animal, Universidade Federal Fluminense, Rua Vital Brasil Filho 64, Santa Rosa, Niterói, RJ 24230-340, Brazil. E-mail: anaclaracanellas@id.uff.br

Hérnias são umas das afecções que mais acometem os pequenos e grandes animais, podendo ter origem traumática ou não. Estas afecções, geralmente, necessitam de um reparo cirúrgico o mais rápido possível, devido ao fato de suas consequências poderem levar o animal ao óbito. Alguns estudos têm avaliado o comportamento da túnica albugínea como biomaterial de enxertia para reforço de parede abdominal, obtendo resultados favoráveis. O presente trabalho tem como objetivo avaliar o comportamento do enxerto de túnica albugínea ovina na parede abdominal de ratos. Foram selecionados 30 ratos da raça Wistar, os quais foram divididos em 2 grupos de 15 animais, sendo um grupo controle (C), um grupo teste (TA), onde os animais receberam reforço de parede abdominal com túnica albugínea ovina. Cada grupo foi dividido em três subgrupos contendo cinco animais, que foram submetidos à eutanásia nos dias 7, 21 e 42. O material coletado foi submetido a análises macroscópicas e histopatológicas a fim de afirmar a aplicabilidade do material e propor a utilização da túnica albugínea heteróloga como material de enxertia para a reconstrução da parede abdominal. Nos animais do grupo TA observou-se maior infiltrado inflamatório, neovascularização, deposição de colágeno e fibrose do que nos animais do grupo controle, concluindo assim que a túnica albugínea ovina é um biomaterial que funciona como substrato e promove uma precocidade da cicatrização de parede abdominal de ratos.
Download / Visualização