Ano 2017 - Volume 37, Número 11


Título
Genotipagem e resistência antimicrobiana de Escherichia coli em carcaças suínas, 37(11):1253-1260
Autores

Resumo
RESUMO.- Pissetti C., Werlang G.O., Kich J.D. & Cardoso M. 2017. Genotyping and antimicrobial resistance in Escherichia coli from pig carcasses. [Genotipagem e resistência antimicrobiana de Escherichia coli em carcaças suínas.] Pesquisa Veterinária Brasileira 37(11):1253-1260. Departamento de Medicina Veterinária Preventiva, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Av. Bento Gonçalves 9090, Porto Alegre, RS 91540-000, Brazil. E-mail: mcardoso@ufrgs.br

O incremento de resistência frente aos antimicrobianos, observado em bactérias isoladas de humanos e animais, tem sido motivo de preocupação mundial e levado ao monitoramento dos perfis de resistência em bactérias patogênicas e comensais. O objetivo desse estudo foi avaliar o perfil de resistência em Escherichia coli isolada de carcaças suínas e descrever a ocorrência de alguns genes de resistência relevantes. Um total de 319 isolados de E. coli foi testado quanto à suscetibilidade frente a diversos antimicrobianos. A presença de isolados produtores de β-lactamases (ESBL) de espectro estendido e β-lactamase induzível do tipo ampC foi também investigada. Dezoito cepas multirresistentes foram escolhidas para investigação de genes de resistência e caracterização por macro-restrição (PFGE). Os resultados demonstraram que a resistência a antimicrobianos está disseminada, pois 86,2% dos isolados de E. coli foram resistentes ao menos a um antimicrobiano e 71,5% apresentaram perfil de multirresistência. Uma cepa de E. coli produtora de ESBL e nenhuma produtora de ampC induzível foram identificadas. Os genes strA (n=15); floR (n=14);aac(3)-IVa (n=13); tetB (n=13); sul2 (n=12); tetA (n=11); aph(3’)Ia (n=8); sul3 (n=5) foram detectados por PCR. A análise de PFGE demonstrou que cepas de E. coli multirresistentes apresentaram similaridade inferior a 80% entre si. Concluiu-se que cepas multirresistentes de E. coli são frequentes em carcaças de suínos e apresentam uma alta diversidade genotípica, bem como de fenótipos e genes de resistência.
Download / Visualização