Ano 2017 - Volume 37, Número 11


Título
Fatores relacionados a problemas de comportamento em gatos, 37(11):1336-1340
Autores

Resumo
RESUMO.- Paz J.E.G., Machado G. & Costa F.V.A. 2017. [Factors associated with behavior problems in cats.] Fatores relacionados a problemas de comportamento em gatos. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(11):1336-1340. Departamento de Medicina Animal, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Avenida Bento Gonçalves 9090, Porto Alegre, RS 91540-000, Brazil. E-mail: fernanda.amorim@ufrgs.br

Os problemas de comportamento apresentam importância não só no bem estar animal e na qualidade da relação humana-animal como também em saúde publica. Problemas de comportamento são uma das principais razões de abandono e subsequentemente o destino destes animais são abrigos ou até mesmo eutanásia. Além disso, a agressividade é um fator de risco para transmissão de zoonoses. Com o objetivo de avaliar a frequência de fatores relacionados a problemas de comportamento em gatos, foram coletadas informações de 229 gatos através de um questionário aplicado em tutores que aguardavam atendimento no Hospital de Clínicas Veterinária da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (HCV-UFRGS). Dentre os comportamentos arranhadura em móveis foi o problema comportamental mais frequente (65,1%- IC 95%: 58,5-71,4%) seguido de agressividade (61,3%- IC 95%: 54,2-67,1%), eliminação inapropriada (37,1%- IC 95%: 31,3-42,1%) e vocalização excessiva (23,6%- IC 95%: 20,1-29,8%). Os dados foram analisados por regressão logística com uma função de ligação logit. De acordo com a análise univariada, a presença de um arranhador teve uma relação significativa protetiva, podendo contribuir para a redução do comportamento de arranhar móveis (risco relativo [RR]=0.31- IC 95%:0.19 - 0.53). Fêmeas e gatos assustados foram identificados com maior dificuldade de ter uma relação amigável com outros gatos RR=3.56 (IC 95%:1.78 - 7.11), RR=2.84( IC 95%:1.60 - 5.04) respectivamente também quanto maior o número de gatos na residência, maiores as chances de haver eliminação inapropriada. Os gatos castrados antes da puberdade apresentaram menos chances de desenvolver eliminação inapropriada RR=0.43 (IC 95%:0.21-0.88) e, finalmente, a vocalização excessiva foi relacionada com busca de atenção RR=2.62 (IC 95%:1.54 - 4.45). Os resultados desse estudo podem ajudar a prevenir problemas comportamentais em felinos domésticos.
Download / Visualização