Ano 2018 - Volume 38, Número 1


Título
Doenças neurológicas em gatos: 155 casos, 38(1):107-112
Autores

Resumo
RESUMO.- Chaves R.O., Togni M., Copat B., Feranti J.P.S., Silva A.P., França R.T., Fighera R.A. & Mazzanti A. 2018. [Neurological diseases in cats: 155 cases.] Doenças neurológicas em gatos: 155 casos. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(1):107-112. Departamento de Clínica de Pequenos Animais, Universidade Federal de Santa Maria, Av. Roraima 1000, Santa Maria, RS 97105-900, Brazil. E-mail: rafaelochaves@hotmail.com

Foi realizado um estudo epidemiológico retrospectivo de gatos com doenças neurológicas atendidos em um Hospital Veterinário Universitário entre 2001 e 2014. O objetivo foi identificar e caracterizar a idade, o sexo, a raça, as doenças neurológicas e classificá-las de acordo com a região anatômica e o acrônimo DINAMIT-V. Foram observados 155 gatos com doenças neurológicas em 13 anos, sendo o diagnóstico confirmado em 112 gatos (72,2%) e presuntivo em 43 (27,8%). Gatos sem raça definida (77,9%) foram os mais comuns, seguido de gatos da raça persa e siamesa. Os locais mais afetados foram medula espinhal entre T3-L3 (28,4%) e tálamo-córtex (24,5%). A maioria dos gatos (43,9%) foi diagnosticada com doença traumática, principalmente trauma de medula espinhal, seguida de doença inflamatória/infecciosa (33,5%). Pode se concluir que a maior prevalência das doenças neurológicas de gatos envolve a medula espinhal e o tálamo-córtex, sendo as traumáticas as mais frequentes. Os dados obtidos podem auxiliar em futuros estudos sobre a frequência e a distribuição das principais doenças neurológicas em gatos.
Download / Visualização