Ano 2018 - Volume 38, Número 2


Título
Detecção da ocorrência natural de Tritrichomonas foetus em gatos em Araçatuba, São Paulo, 38(2):309-314
Autores

Resumo
RESUMO.- Duarte R.P., Rocha P.R.D.A., Nakamura A.A., Cipriano R.S., Viol M.A., Melo G.D., Meireles M.V. & Machado G.F. 2018. Detection of natural occurrence of Tritrichomonas foetus in cats in Araçatuba, São Paulo, Brazil. [Detecção da ocorrência natural de Tritrichomonas foetus em gatos em Araçatuba, São Paulo.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(2):309-314. Faculdade de Medicina Veterinária, Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filho, Campus de Araçatuba, Rua Clóvis Pestana 793, Araçatuba, SP 16050-680, Brazil. E-mail: giselem@fmva.unesp.br

O objetivo deste estudo foi investigar a ocorrência de Tritrichomonas foetus em gatos na região do município de Araçatuba, SP, Brasil. Foram coletadas amostras fecais de 129 gatos através da técnica de lavado retal. Dois métodos diagnósticos foram comparados, o exame direto das fezes e a PCR. A presença de DNA de T. foetus foi verificada por meio da PCR através da amplificação de 347 pares de bases a partir dos iniciadores específicos TFR3 e TFR4. Posteriormente, os resultados amplificados das amostras positivas foram sequenciadas. Também foi feita análise estatística a fim de investigar a correlação entre infecção por T. foetus e sexo, idade, raça, presença e/ou histórico de diarreia, tratamento prévio, coinfecção, estilo de vida, origem e tipo de ambiente. O protozoário pôde ser observado em uma amostra através do exame direto das fezes e à PCR foram detectadas cinco amostras positivas (3.9%). Foram detectadas coinfecções por Giardia spp. e Cryptosporidium spp. Não foram observadas correlações entre infecção por T. foetus e todos os fatores listados anteriormente, embora a maioria dos felinos positivos fossem assintomáticos e vivessem em ambientes multigatos. O resultado do sequenciamento genético dos isolados das amostras positivas mostrou 100% de similaridade com outros isolados de felinos no mundo. Assim, a ocorrência de T. foetus foi confirmada em gatos em Araçatuba, São Paulo, Brasil. Sendo assim, o parasito deve considerado como diagnóstico diferencial em gatos com diarreia assim como em portadores assintomáticos como fontes de infecção em ambientes multigatos.
Download / Visualização