Ano 2009 - Volume 29, Número 11


Título
Paralisia facial e síndrome vestibular de bovinos em confinamento, 29(11):894-898
Autores

Resumo
RESUMO.- Odriozola E., Diab S., Khalloub P., Bengolea A., Lázaro L., Caffarena D., Pérez L., Cantón G. & Campero C. 2009. Facial paralysis and vestibular syndrome in feedlot cattle in Argentina. [Paralisia facial e síndrome vestibular de bovinos em confinamento.] Pesquisa Veterinária Brasileira 29(11):894-898. INTA EEA Balcarce, CC 276, (7620) Balcarce, Argentina. E-mail: eodriozola@balcarce.inta.gov.ar

Descrevem-se 6 surtos de uma doença neurológica com paralisia dos nervos facial e vestibulo-coclear causada por lesões intracraniais que ocupam espaço em bovinos em confinamento. Os sinais clínicos foram desvio da cabeça, queda e paralisia das orelhas, ptose palpebral, ceratoconjuntivite e diferentes graus de ataxia. As taxas de morbidade e mortalidade foram de 1.1%-50% e de 0-1%, respectivamente. As lesões macroscópicas incluíram engrossamento das meninges, que se apresentavam amareladas, e marcado engrossamento das raízes dos nervos cranianos VII (facial) e VIII (vestíbulo-coclear). Histologicamente observaram-se meningite crônica granulomatosa e, em um caso, neurite granulomatosa crônica do VII e VIII pares cranianos. Cultivos para bactérias ou vírus resultaram negativos. De acordo com as lesões observadas o quadro clínico foi diagnosticado como paralisia facial e síndrome vestibular associadas a lesões que ocupam espaço nas meninges e nervos cranianos VII e VIII. O confinamento é uma prática em expansão na Argentina e este é o primeiro relato, neste país, de surtos de paralisia facial e síndrome vestibular associados com lesões que ocupam espaço.
Download / Visualização