Ano 2010 - Volume 30, Número 8


Título
Neosporose equina: ocorrência de anticorpos anti-Neospora spp. e associação entre o status sorológico de éguas e de suas crias, 30(8):641-645
Autores

Resumo
RESUMO.- Toscan G., Cadore G.C., Pereira R.C.F., Silva G.B., Cezar A.S., Sangioni L.A., Oliveira L.S.S. & Vogel F.S.F. 2010. [Equine neosporosis: occurrence of antibodies against Neospora spp. and association between the serological status of the mares and of their offspring.] Neosporose equina: ocorrência de anticorpos anti-Neospora spp. e associação entre o status sorológico de éguas e de suas crias. Pesquisa Veterinária Brasileira 30(8):641-645. Departamento de Medicina Veterinária Preventiva, Centro de Ciências Rurais, Universidade Federal de Santa Maria, Av. Roraima 1000, Prédio 44, Camobi, Santa Maria, RS 97105-900, Brazil. E-mail: gugatoscan@hotmail.com

Os protozoários Neospora caninum e N. hughesi infectam os equinos e podem provocar diferentes sinais clínicos associados a problemas reprodutivos ou a distúrbios neurológicos, respectivamente. A patogenia da neosporose é pouco conhecida nos equinos, bem como as fontes de infecção horizontal de N. hughesi. Além disso, há dúvidas quanto ao papel da transmissão vertical de Neospora spp. na sua manutenção em populações equinas. Neste estudo avaliaram-se: (1) a ocorrência da infecção por Neospora spp. na população de éguas em idade reprodutiva em um haras de cavalos da raça Crioula; e (2) a possível associação entre o status sorológico destas éguas com o de suas crias, como meio de investigar, indiretamente, a relevância da transmissão transplacentária na ocorrência da infecção por Neospora spp. nestes animais. A associação entre o status sorológico das éguas e o de suas crias foi altamente significativa. Os animais descendentes de éguas soropositivas tiveram maior ocorrência de anticorpos anti-Neospora spp. do que os descendentes de éguas soronegativas, embora expostos aos mesmos fatores de risco ambientais. A associação entre parentesco em primeiro grau e status sorológico indica a influência da infecção vertical (transplacentária) na ocorrência de Neospora spp. na população equina estudada.
Download / Visualização