Ano 2010 - Volume 30, Número 9


Título
Efeitos da infecção por oocistos de Toxoplasma gondii sobre a parede intestinal e o plexo mientérico de Gallus gallus, 30(9):787-792
Autores

Resumo
RESUMO.- Bonapaz R.S., Hermes-Uliana C., Santos F.N., Silva A.V., Araújo E.J.A. & Sant’Ana D.M.G. 2010. Effects of infection with Toxoplasma gondii oocysts on the intestinal wall and the myenteric plexus of chicken (Gallus gallus). [Efeitos da infecção por oocistos de Toxoplasma gondii sobre a parede intestinal e o plexo mientérico de Gallus gallus.] Pesquisa Veterinária Brasileira 30(9):787-792. Laboratório de Neurogastroenterologia Experimental, Universidade Paranaense, Praça Mascarenhas de Moraes 4282, Centro, Umuarama, PR 87506-140, Brazil. E-mail: debora@unipar.br
O objetivo deste trabalho foi analisar os efeitos da infecção pelo Toxoplasma gondii sobre a parede intestinal e o plexo mientérico de Gallus gallus. Dez galinhas de 36 dias de idade separadas em dois grupos: controle e experimental inoculado com oocistos da cepa M7741 de T. gondii (genótipo III) pela via oral. Após 60 dias os animais foram submetidos à eutanásia e o duodeno coletado. Parte dos segmentos intestinais foi submetida à rotina histológica, coloração por HE e técnica histoquímica de PAS e Alcian Blue. Realizou-se uma avaliação qualitativa da parede intestinal e medidas comparativas entre os grupos da espessura da parede total, túnica muscular, muscular da mucosa e túnica mucosa. As células caliciformes foram quantificadas. Outra parte dos segmentos intestinais foi fixada em formol acético e dissecada retirando-se a túnica mucosa e a tela submucosa. Os neurônios foram corados pela técnica de Giemsa, contados e mensurados. Os animais do grupo experimental apresentaram diarréia e infiltrados inflamatórios na túnica mucosa, redução da espessura de todos os parâmetros avaliados da parede intestinal e aumento do número das células caliciformes. Houve uma redução de ~70% da densidade dos neurônios mientéricos e as células remanescentes sofreram redução de ~2,4% do pericário e ~40,5% do núcleo (p<0,05). A infecção crônica induzida por oocistos de T. gondii levou a atrofia da parede intestinal, aumento da secreção de mucinas, morte e atrofia dos neurônios do plexo mientérico de galinhas. A morte e atrofia dos neurônios do plexo mientérico podem estar envolvidas na causa da diarréia observada em galinhas com toxoplasmose.
Download / Visualização