Ano 2010 - Volume 30, Número 10


Título
Atividade de três drogas antivirais sobre os herpesvírus bovino tipos 1, 2 e 5 em cultivo celular, 30(10):855-860
Autores

Resumo
RESUMO.- Dezengrini R., Silva S.C., Weiss M., Kreutz L.C., Weiblen R. & Flores E.F. 2010. [Activity of three antiviral drugs against bovine herpesviruses 1, 2 and 5 in cell culture.] Atividade de três drogas antivirais sobre os herpesvírus bovino tipos 1, 2 e 5 em cultivo celular. Pesquisa Veterinária Brasileira 30(10):855-860. Setor de Virologia, Departamento de Medicina Veterinária Preventiva, Centro de Ciências Rurais, Universidade Federal de Santa Maria, Av. Roraima 1000, Camobi, Santa Maria, RS 97105-900, Brazil. E-mail: eduardofurtadoflores@gmail.com

A atividade de três fármacos antivirais (Aciclovir [ACV], Ganciclovir [GCV] e Foscarnet [PFA]) foi testada in vitro frente aos herpesvírus bovino tipos 1 (BoHV-1), 2 (BoHV-2) e 5 (BoHV-5). Para isso, utilizou-se o teste de redução de placas virais em cultivo celular, testando-se diferentes concentrações dos fármacos frente a 100 doses infectantes para 50% dos cultivos celulares (DICC50) dos respectivos vírus. Pelo teste de MTT (3-(4,5-Dimethylthiazol-2-yl)-2,5-diphenyltetrazolium bromide), verificou-se que concentrações inferiores a 200µg/mL dos três antivirais resultaram em índices de viabilidade de células MDBK e Hep2 superiores a 80%. Com base na concentração citotóxica para 50% das células (CC50) e na concentração dos fármacos efetiva para inibir em 50% o número de placas virais (EC50), calculou-se o índice de seletividade (IS) dos antivirais para os três herpesvírus. Assim, o ACV demonstrou ser moderadamente ativo frente ao BoHV-1 (EC50: 112,9mg/mL e IS: 4,5), ao BoHV-2 (EC50: 114,2 mg/mL e IS: 4,5) e BoHV-5 (EC50: 96,9mg/mL e IS: 5,3). O GCV apresentou atividade moderada frente ao BoHV-2 (EC50: 33,5mg/mL e IS: 16,6) e, em menor grau, contra o BoHV-5 (EC50: 123,2mg/mL e IS: 4,5), sendo ineficaz frente ao BoHV-1 (EC50: 335,8mg/mL e IS: 1,7). O PFA apresentou atividade antiviral mais pronunciada, sendo o único fármaco que, na concentração de 100µg/mL, inibiu completamente a produção de placas pelos três vírus testados. O PFA foi o mais efetivo in vitro frente ao BoHV-1 (EC50: 29,5mg/mL e IS: 42,2), ao BoHV-2 (EC50: 45,2mg/mL e IS: 27,6) e ao BoHV-5 (EC50: 7,8mg/mL e IS: 160,6). Portanto, os resultados obtidos indicam que o PFA pode se constituir em um candidato para terapia experimental de infecções pelos herpesvírus de bovinos in vivo.
Download / Visualização