Ano 2011 - Volume 31, Número 2


Título
Frequencies of DEA blood types in a purebred canine blood donor population in Porto Alegre, RS, Brazil, 31(2):178-181
Autores

Resumo
RESUMO.- Esteves V.S., Lacerda L.A., Lasta C.S., Pedralli V. & González F.H.D. 2011. Frequencies of DEA blood types in a purebred canine blood donor population in Porto Alegre, RS, Brazil. Pesquisa Veterinária Brasileira 31(2):178-181. Laboratório de Análises Clínicas Veterinárias, Departamento de Patologia Clínica Veterinária, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Av. Bento Gonçalves 9090, Porto Alegre, RS 91540-000, Brazil. E-mail: luciana.lacerda@ufrgs.br

O estudo da imunohematologia canina é muito importante para a medicina veterinária transfusional. O objetivo deste estudo foi determinar as frequências dos tipos sanguíneos do sistema DEA em uma população de cães de raça que fazem parte de um programa de cães doadores de sangue em Porto Alegre, RS, Brasil. Cem cães saudáveis de raça pura foram selecionados, vinte de cada raça (Dogue Alemão, Rottweiler, Golden Retriever, Pastor Alemão e Dogo Argentino). Amostras de sangue foram coletadas em tubos contendo ACD-A e o teste de hemaglutinação em tubo de ensaio da MSU (MI, EUA) foi utilizado para determinar os tipos sanguíneos. A população estudada apresentou frequências gerais de 61% para DEA 1.1, 22% para DEA 1.2, 7% para DEA 3, 100% para DEA 4, 9% para DEA 5 and 16% para DEA 7. Uma associação significativa foi encontrada entre as raças e certas combinações de tipos sanguíneos nesta população. Os resultados estão de acordo com a literatura, visto que a maioria da população canina estudada foi positiva para DEA 1.1, o tipo sanguineo mais antigênico em cães. Foram encontradas diferenças entre as raças estudadas e estas devem ser consideradas na seleção de um doador de sangue. O conhecimento das frequências dos tipos sanguíneos e de suas combinações em diferentes populacões caninas, incluindo diferentes raças, é importante, pois demonstra as particularidades de cada grupo, auxilia na manutenção de um banco de dados sobre as frequências locais e minimiza os riscos de reações transfusionais.
Download / Visualização