Ano 2011 - Volume 31, Número 3


Título
Anatomia comparativa dos nervos da coxa de Cebus libidinosus (Rylands et al., 2000), 31(3):261-266
Autores

Resumo
RESUMO.- Aversi-Ferreira R.A.G.M.F., Marin K.A., Carneiro e Silva F.O. & Aversi-Ferreira T.A.A. 2011. Comparative anatomy of the thigh nerves of Cebus libidinosus (Rylands et al., 2000). [Anatomia comparativa dos nervos da coxa de Cebus libidinosus (Rylands et al., 2000).] Pesquisa Veterinária Brasileira 31(3):261-266. Departamento de Enfermagem, Universidade Federal de Goiás, Av. Dr. Lamartine Pinto de Avelar 1120, Catalão, GO 75704-020, Brazil. E-mail: aversiferreira@gmail.com

Primatas não-humanos têm constituído um importante grupo entre os animais submetidos a vários estudos. Estudos etológicos, evolutivos e paleontológicos revelaram alterações das estruturas anatômicas ligada à evolução dos primatas, considerado em estudos sobre a anatomia comparativa entre Cebus libidinosus e outros primatas neotropicais ou provenientes do Velho Mundo, e as modalidades de conhecimento sobre sua anatomia pode representar um fator importante para a sua preservação e proteção quando os animais são levados às clínicas veterinárias após acidentes ou doenças. Em termos de importância veterinária, ás vezes esses animais chegam na clínica médica veterinária após acidentes, necessitando de cirurgia ou tratamento clínico, mas os poucos dados disponíveis sobre a anatomia tem dificultado o procedimento correto. A principal justificativa para os estudos sobre C. libidinosus é devido a pouca informação sobre sua anatomia na literatura científica no Brasil e no mundo. Neste trabalho, a distribuição, inervação e os trajetos dos nervos femoral e isquiático do membro pélvico (coxa) de C. libidinosus foram estudados e os resultados foram comparados com a literatura sobre a anatomia dos seres humanos, chimpanzés e babuínos. Em geral (Anatomia Macroscópica), o modelo de inervação dos quatro primatas é idêntico, mas em termos específicos, as diferenças nas inervações indicam uma convergência evolucionária em direção à árvore genealógica dos babuínos, dados corroborados por outros estudos comparativos em relação aos mesmos primatas para vasos, músculos e nervos. Em conclusão, a organização dos nervos na coxa de C. libidinosus é idêntico ao do babuíno, chimpanzé e homo, mas mais semelhante ao babuíno. As diferenças específicas encontradas indicam uma origem filogenética antiga para C. libidinosus e babuínos (dados corroborados por outros estudos).
Download / Visualização