Ano 2011 - Volume 31, Número 5


Título
Alterações no líquido peritoneal de equinos submetidos a distensão do cólon menor, 31(5):367-373
Autores

Resumo
RESUMO.- Faleiros R.R., Macoris D.G., Saquetti C.H.C., Aita A.C., Farias A., Malheiros E.B. & Sampaio I.B.M. 2011. Peritoneal fluid changes in horses subjected to small colon distension. [Alterações no líquido peritoneal de equinos submetidos a distensão do cólon menor.]Pesquisa Veterinária Brasileira 31(5):367-373. Departamento de Clínica e Cirurgia Veterinárias, Escola de Veterinária, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG 31270-901, Brazil. E-mail: faleiros@ufmg.br
[Alterações no líquido peritoneal de equinos submetidos a distensão do cólon menor] A desvitalização do cólon menor em equinos pode ser difícil de ser detectada baseando-se apenas em sinais clínicos. O objetivo foi realizar uma avaliação seriada do líquido peritoneal de equinos submetidos à distensão do cólon menor. Dezessete cavalos adultos foram divididos aleatoriamente em três grupos. No grupo distendido (DG, n=7) um balão implantado cirurgicamente foi inflado para promover distensão do cólon menor. No grupo instrumentado (SG, n=5) o balão foi implantado, mas sem promover distensão e no grupo controle (CG, n=5) não houve anestesia ou cirurgia. Sangue e fluido peritoneal foram colhidos antes e durante 180 minutos após a cirurgia para análises citológicas e bioquímicas. Nenhuma interação significativa ocorreu entre grupos e tempos nas variáveis clínicas e hematológicas. Apesar dos valores de proteínas totais e da atividade da lactato desidrogenase (LDH) permanecerem dentro da normalidade durante quase todo o experimento, aumentos em relação aos valores basais ocorreram nos grupos SG e DG. Contudo, tais aumentos foram precoces, progressivos e em maior magnitude em DG quando comparados ao SG, mostrando que a distensão promoveu alterações significativas nessas variáveis (P<0.05). Aumentos em relação aos valores basais também ocorreram nas contagens de células totais nucleadas e neutrófilos (P<0.05). Em conclusão, a distensão experimental do cólon menor promove, nas primeiras horas, alterações subliminares progressivas nas concentrações de proteínas totais e na atividade de LDH no líquido peritoneal. Os resultados indicam que a avaliação seriada do liquido peritoneal pode ser útil para detectar desvitalização intestinal em casos clínicos de obstrução do cólon menor equino.
A desvitalização do cólon menor em equinos pode ser difícil de ser detectada baseando-se apenas em sinais clínicos. O objetivo foi realizar uma avaliação seriada do líquido peritoneal de equinos submetidos à distensão do cólon menor. Dezessete cavalos adultos foram divididos aleatoriamente em três grupos. No grupo distendido (DG, n=7) um balão implantado cirurgicamente foi inflado para promover distensão do cólon menor. No grupo instrumentado (SG, n=5) o balão foi implantado, mas sem promover distensão e no grupo controle (CG, n=5) não houve anestesia ou cirurgia. Sangue e fluido peritoneal foram colhidos antes e durante 180 minutos após a cirurgia para análises citológicas e bioquímicas. Nenhuma interação significativa ocorreu entre grupos e tempos nas variáveis clínicas e hematológicas. Apesar dos valores de proteínas totais e da atividade da lactato desidrogenase (LDH) permanecerem dentro da normalidade durante quase todo o experimento, aumentos em relação aos valores basais ocorreram nos grupos SG e DG. Contudo, tais aumentos foram precoces, progressivos e em maior magnitude em DG quando comparados ao SG, mostrando que a distensão promoveu alterações significativas nessas variáveis (P<0.05). Aumentos em relação aos valores basais também ocorreram nas contagens de células totais nucleadas e neutrófilos (P<0.05). Em conclusão, a distensão experimental do cólon menor promove, nas primeiras horas, alterações subliminares progressivas nas concentrações de proteínas totais e na atividade de LDH no líquido peritoneal. Os resultados indicam que a avaliação seriada do liquido peritoneal pode ser útil para detectar desvitalização intestinal em casos clínicos de obstrução do cólon menor equino.
Download / Visualização