Ano 2011 - Volume 31, Número 10


Título
Citologia aspirativa no diagnóstico da linfadenite em ovinos, 31(10):839-843
Autores

Resumo
RESUMO.- Ribeiro M.G., Belotta A.F., Fernandes M.C., Guena R., Nardi Júnior G., Lara G.H.B., Giuffrida R. & Zamprogna T.O. 2011. [Fine needle aspiration in diagnosis of lymphadenitis in sheep.] Citologia aspirativa no diagnóstico da linfadenite em ovinos. Pesquisa Veterinária Brasileira 31(10):839-843. Departamento de Higiene Veterinária e Saúde Pública, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Cx. Postal 560, Botucatu, SP 18618-970, Brazil. E-mail: mgribeiro@fmvz.unesp.br

O presente estudo investigou o uso da citologia aspirativa com agulha fina no diagnóstico da linfadenite em ovinos e a ocorrência de microrganismos nos linfonodos com lesões, com ênfase no isolamento de Corynebacterium pseudotuberculosis. Foram utilizados 100 linfonodos de ovinos com aumento de volume sugestivos de linfadenite e 100 linfonodos de ovinos sem lesões, colhidos em abatedouro. C. pseudotuberculosis (73,0%), Arcanobacterium pyogenes (6,0%), Streptococcus spp. Beta hemolítico (5,0%) e Escherichia coli (4,0%) foram os microrganismos mais frequentes nos animais com linfadenite. Streptococcus spp. (21,0%) e Staphylococcus spp. (7,0%) foram as bactérias isoladas com maior frequência nos linfonodos sem lesões colhidos em abatedouro. A punção aspirativa com agulha fina permitiu identificar microrganismos “corineformes” em 79 (79,0%) animais com linfadenite e, destes, 73 (73,0%) foram identificados como C. pseudotuberculosis. Nenhuma linhagem de C. pseudotuberculosis foi isolada dos linfonodos dos animais sem lesões. Concluiu-se que C. pseudotuberculosis foi o microrganismo mais freqüente nos ovinos com linfadenite, e que a citologia aspirativa pode ser utilizada como método de triagem no diagnóstico da linfadenite caseosa ovina.
Download / Visualização