Ano 2011 - Volume 31, Número 10


Título
Estudo retrospectivo do tratamento clínico da úlcera indolente em cães da raça Boxer, 31(10):910-915
Autores

Resumo
RESUMO.- Hvenegaard A.P., Vieira J.E., Leandro D.C., Góes A.C., Safatle A.M.V. & Barros P.S.M. 2011. Retrospective study on clinical management of indolent ulcers in Boxer dogs. [Estudo retrospectivo do tratamento clínico da úlcera indolente em cães da raça Boxer.] Pesquisa Veterinária Brasileira 31(10):910-915. Departamento de Cirurgia, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo, Av. Prof. Dr. Orlando Marques de Paiva 87, São Paulo, SP 05508-270, Brazil. E-mail: ana6113@hotmail.com

Úlceras indolentes são úlceras corneais superficiais e espontâneas, que apresentam curso prolongado e que tendem a recidivar. Comumente observadas em cães de meia idade da raça Boxer, provoca dor de início agudo e necessita de tratamento específico, já que este, quando não realizado corretamente, pode prolongar o curso da lesão por semanas a meses. Com o objetivo de avaliar a eficácia dos tratamentos clínicos quanto à rapidez na resolução do quadro, realizou-se estudo retrospectivo (1997 a 2008). Observou-se que os inibidores das proteinases foram as medicações mais frequentemente prescritas e que sua administração não interferiu no tempo de cicatrização corneal, o que também foi observado nos casos em que se administrou antibióticos e antinflamatórios tópicos e sistêmicos e/ou atropina 1%. A administração de vitamina C retardou, de maneira estatisticamente significante, o tempo de cicatrização. Por outro lado, a realização do debridamento/cauterização corneal acelerou, significativamente, o processo. Conhecer os diversos tipos de tratamentos parece ser fundamental no sucesso e rapidez da resolução da doença. Os autores sugerem que a realização do debridamento/cauterização corneal, administração de inibidores das proteinases e antibióticos tópicos, associados à vitamina C por via oral, seja considerado um tratamento clínico efetivo na rápida resolução da doença.
Download / Visualização