Ano 2011 - Volume 31, Número 11


Título
Compressão medular em bovinos após o uso de vacina oleosa, 31(11):997-999
Autores

Resumo
RESUMO.- Ubiali D.G., Cruz R.A.S., Lana M.V.C., Meireles Y.S., Néspoli P.B., Souza M.A., Colodel E.M. & Pescador C.A. 2011. Spinal cord compression in cattle after the use an oily vaccine. [Compressão medular em bovinos após o uso de vacina oleosa.] Pesquisa Veterinária Brasileira 31(11):997-999. Laboratório de Patologia Veterinária, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, Universidade Federal de Mato Grosso, Av. Fernando Corrêa da Costa 2367, Boa Esperança, Cuiabá, MT 78069-900, Brazil. E-mail: capescador@ufmt.br

Relatamos um surto de mielopatia compressiva lombar em bovinos associada à aplicação de vacina oleosa de forma inadequada. De um total de 3000 bovinos, 25 apresentaram distúrbios neurológicos aproximadamente 60 dias após terem sido vacinados contra a febre aftosa. O quadro clínico foi caracterizado por paralisia progressiva de membros posteriores, dificuldade para permanecer em estação e decúbito esternal com evolução de 2-5 meses. A mielografia realizada em um animal revelou defeito de enchimento na altura das vértebras L1 e L3. Quatro animais foram necropsiados e foi visualizado massa tecidual, granular e irregular, envolvendo as raízes nervosas medulares e espaço epidural da região lombar (L1-L4); esse material era associado com líquido brancacento e oleoso. Havia também áreas de necrose no músculo Longissimus dorsi com material similar ao do espaço epidural. Microscopicamente, as alterações observadas no espaço epidural, raízes nervosas medulares e na musculatura foram similares sendo caracterizadas pela formação de múltiplos granulomas ou piogranulomas envolvendo espaços (vacúolos) circulares não corados (aparentemente, o local antes ocupado por gotículas de óleo presente na vacina), além de necrose hialina severa difusa de fibras musculares.
Download / Visualização