Ano 2012 - Volume 32, Número 8


Título
Caracterização histomorfológica e imuno-histoquímica de 172 neoplasias cutâneas de células redondas em cães, 32(8):772-780
Autores

Resumo
RESUMO.- Araújo M.R., Preis I.S., Lavalle G.E., Cassali G.D. & Ecco R. 2012. Histomorphological and immunohistochemical characterization of 172 cutaneous round cell tumours in dogs. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(8):772-780. Setor de Patologia Veterinária, Escola de Veterinária, Universidade Federal de Minas Gerais, Av. Antônio Carlos 6627, Belo Horizonte, MG 31270-901, Brazil. E-mail: ecco@vet.ufmg.br

Este trabalho descreve o uso de um painel de anticorpos (CD117, CD3, CD79a, CD45, citoqueratina, vimentina e e-caderina em tecidos formalizados e parafinizados para o diagnóstico de neoplasias de células redondas em cães. Os tumores foram diagnosticados usando-se a histopatologia e a marcação imuno-histoquímica. Foram incluídos 107 mastocitomas, 31 histiocitomas cutâneos, 2 sarcomas histiocíticos localizados, 21 linfomas cutâneos, 3 plasmocitomas, 1 tumor venéreo transmissível e 7 tumores de células redondas não classificados. O diagnóstico histológico foi modificado em 39,5% do total de 172 neoplasias. A marcação do anticorpo CD45 e E-caderina foi variável e, nesse sentido, o diagnóstico final de histiocitoma cutâneo e sarcoma histiocítico localizado foi baseado na histologia em associação com os resultados negativos para CD3, CD79a, CD117 e citoqueratina. A origem celular dos tumores de células redondas não classificados foi definida em todos os casos. Linfoma cutâneo de célula B e plasmocitoma foram positivos para CD79a e foram distinguidos entre si pelas características morfológicas. Marcação positiva para vimentina e negativa para CD3, CD79a, CD117 e citoqueratina favoreceram o diagnóstico dos tumores venereos transmissíveis. Assim, o diagnóstico final dos tumores de células redondas foram baseados na interpretação dos resultados da imuno-histoquímica em conjunto com a avaliação das características morfológicas observadas na histologia. Finalmente, mais estudos em relação à padronização de marcadores específicos para tecidos parafinizados (especialmente para histiócitos) são necessários para o diagnóstico definitivo das neoplasias de células redondas em cães.
Download / Visualização