Ano 2012 - Volume 32, Número 8


Título
Ocorrência de Dioctophyma renale em Galictis cuja, 32(8):786-788
Autores

Resumo
RESUMO.- Zabott M.V., Pinto S.B., Viott A.M., Tostes R.A., Bittencourt L.H.F.B., Konell A.L. & Gruchouskei L. 2012. [Occurrence of Dioctophyma renale in Galictis cuja.] Ocorrência de Dioctophyma renale em Galictis cuja. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(8):786-788. Laboratório de Parasitologia Veterinária, Universidade Federal do Paraná, Campus Palotina, Rua Pioneiro 2153, Palotina, PR 85950-00, Brazil. E-mail: marvalentim@ufpr.br

A dioctofimose é uma parasitose causada pelo Dioctophyma renale (Goeze, 1782) de ocorrência mundial e acomete animais domésticos e silvestres. Em março de 2010, um exemplar adulto (macho) de Galictis cuja (Molina, 1782), encontrado morto por atropelamento no município de Guaíra, Paraná foi encaminhado ao laboratório de Patologia Veterinária de Universidade Federal do Paraná (UFPR), Campus Palotina, para a realização da necropsia. O cadáver apresentava bom estado nutricional e autólise moderada. Foram observados três exemplares de parasitos na cavidade abdominal, mas os rins encontravam-se preservados. Os parasitos foram fixados em formol acético e encaminhados ao laboratório de Parasitologia Veterinária da UFPR para identificação. Os exemplares coletados foram identificados como Dioctophyma renale, sendo duas fêmeas, uma com 39cm de comprimento por 4mm de largura e a outra com 16cm de comprimento por 4mm de largura e, um macho com 16cm de comprimento por 3mm de largura. O presente trabalho relata a ocorrência de parasitismo por D. renale em G. cuja na região oeste do estado do Paraná.
Download / Visualização