Resultado da pesquisa (26)

Termo utilizado na pesquisa Langoni H

#11 - Molecular epidemiology and extended-spectrum β-lactamases production of Klebsiella pneumoniae isolated from three dairy herds, 33(7):855-859

Abstract in English:

ABSTRACT.- Nóbrega D.B., Guiduce M.V.S., Guimarães F.F., Riboli D.F., Cunha M.L.R.S., Langoni H., Pantoja J.C.F. & Lucheis S.B. 2013. Molecular epidemiology and extended-spectrum β-lactamases production of Klebsiella pneumoniae isolated from three dairy herds. Pesquisa Veterinária Brasileira 33(7):855-859. Departamento de Higiene Veterinária e Saúde Pública, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Campus de Botucatu, Distrito de Rubião Júnior s/n, Botucatu, SP 18618-900, Brazil. E-mail: diegoborin@yahoo.com The objectives of this study were to isolate Klebsiella pneumoniae from different sources in three dairy cattle herds, to use the pulsed-field gel electrophoresis (PFGE) to measure genotypic similarities between isolates within a dairy herd, to verify the production of extended-spectrum β-lactamases (ESBLs) by the double-disk synergy test (DDST), and to use the PCR to detect the main ESBLs subgroups genes. Three dairy farms were selected based on previous mastitis outbreaks caused by K. pneumoniae. Milk samples were collected from lactating cows and from the bulk tank. Swabs were performed in different locations, including milking parlors, waiting room, soil, animal’s hind limbs and rectum. K. pneumoniae was isolated from 27 cases of intramammary infections (IMI) and from 41 swabs. For farm A isolates from IMI and bulk tank were considered of the same PGFE subtype. One isolate from a bulk tank, three from IMI cases and four from environmental samples were positive in the DDST test. All eight DDST positive isolates harbored the blashv gene, one harbored the blatem gene, and three harbored the blactx-m gene, including the bulk tank isolate. Our study confirms that ESBL producing bacteria is present in different locations in dairy farms, and may be responsible for IMI. The detection of ESBLs on dairy herds could be a major concern for both public and animal health.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Nóbrega D.B., Guiduce M.V.S., Guimarães F.F., Riboli D.F., Cunha M.L.R.S., Langoni H., Pantoja J.C.F. & Lucheis S.B. 2013. Molecular epidemiology and extended-spectrum β-lactamases production of Klebsiella pneumoniae isolated from three dairy herds. [Epidemiologia molecular e produção de b- lac-tamases de espectro estendido de Klebsiella pneumoniae isoladas de três propriedades leiteiras.] Pesquisa Veterinária Brasileira 33(7):855-859. Departamento de Higiene Veterinária e Saúde Pública, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Campus de Botucatu, Distrito de Rubião Júnior s/n, Botucatu, SP 18618-900, Brazil. E-mail: diegoborin@yahoo.com Os objetivos deste estudo foram isolar Klebsiella pneumoniae de diferentes localidades em três propriedades leiteiras, utilizar a eletroforese em campo pulsátil para averiguar similaridades genotípicas entre os isolados de uma mesma propriedade, verificar a produção de beta-lactamases de espectro estendido (ESBLs) pela prova da disco-difusão dupla associada (DDST) e utilizar a PCR para detecção dos principais subgrupos genéticos de ESBLs. Três propriedades leiteiras foram selecionadas baseando-se em surtos prévios de mastites causadas por K. pneumoniae. Amostras de leite foram coletadas de vacas em lactação e do tanque de expansão. Swabs foram realizados em diferentes localidades, incluindo salas de lactação, salas de espera, solo, reto e membros posteriores de animais. K. pneumoniae foi isolada de 27 casos de infecções intramamária (IMI) e de 41 swabs. Para a propriedade A os isolados de IMI e do tanque de expansão foram considerados do mesmo subtipo molecular. Um isolado do tanque de expansão, três de casos de IMI e quatro de amostras ambientais foram considerados positivos no teste da DDST. Todos os oito isolados DDST positivos portavam o gene blashv, um portava o gene blatem, e três portavam o gene blactx-m, incluindo um isolado de tanque de expansão. Nosso estudo confirma que bactérias produtoras de ESBLs estão presentes em diferentes localidades em propriedades leiteiras, e podem ser responsáveis por quadros de IMI. A detecção de ESBLs em propriedades leiteiras pode representar uma grande preocupação para saúde pública e para a saúde animal.


#12 - Milk quality: an utopia without a rigorous monitoring, 33(5):620-626

Abstract in English:

ABSTRACT.- Langoni H. 2013. [Milk quality: an utopia without a rigorous monitoring program for bovine mastitis control.] Qualidade do leite: Utopia sem um programa sério de monitoramento da ocorrência de mastite bovina. Pesquisa Veterinária Brasileira 33(5):620-626. Departamento de Higiene Veterinária e Saúde Pública, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Distrito de Rubião Junior s/n, Botucatu, SP 18618-970, Brazil. E-mail: hlangoni@fmvz.unesp.br Bovine mastitis is still a costly issue in dairy farms, besides public health aspects considering the pathogen transmission to humans. Its multiple etiology with a high number of pathogens involved, demands a rigorous control program for monitoring and milk quality control, based on diagnostic actions and epidemiological vigilance regarding parameters which indirectly are associated with the occurrence of mastitis in dairy herds, as the California Mastitis Test (CMT) and Somatic Cell Count (SCC/mL of milk), of individual milk samples obtained from each cow, and from bulk tank which also allows the Total Bacteria Count (TBC), usually related to the incidence of mastitis, especially in subclinical cases. It is important to reinforce the microbiological milk exam, also to stress the importance of the milking process as a critical point, and to determine risk factors for mastitis. Based on these aspects, this review is presented with the aim to obtain high quality milk products, compromising the personal enrolled in milk production to be conscious that milk quality depends on all, inclusive the consumers which are the final element in the milk production chain.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Langoni H. 2013. [Milk quality: an utopia without a rigorous monitoring program for bovine mastitis control.] Qualidade do leite: Utopia sem um programa sério de monitoramento da ocorrência de mastite bovina. Pesquisa Veterinária Brasileira 33(5):620-626. Departamento de Higiene Veterinária e Saúde Pública, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Distrito de Rubião Junior s/n, Botucatu, SP 18618-970, Brazil. E-mail: hlangoni@fmvz.unesp.br As mastites continuam sendo um dos principais problemas a onerar a pecuária leiteira, além dos aspectos de saúde pública, considerando-se a veiculação de patógenos causadores de doença em humanos. Sua múltipla etiologia, com o envolvimento de inúmeros patógenos, requer um programa de controle rigoroso para o seu monitoramento e controle de qualidade do leite, pautado em ações diagnósticas e de vigilância epidemiológica com relação a parâmetros que indiretamente associam-se à ocorrência de mastites nos rebanhos, como California Mastitis Test (CMT) e Contagem de Células Somáticas (CCS/mL de leite), de amostras de leite individuais composta de cada vaca, bem como do tanque de expansão, o que permite ainda o monitoramento da Contagem Bacteriana Total (CBT), que tende a se relacionar com a ocorrência de mastites, principalmente subclínicas. Destacam-se ainda aspectos de exame microbiológico do leite e da importância da ordenha como ponto crucial nas mastites, enfatizando aspectos relevantes do processo de ordenha com fatores de risco para a ocorrência das mastites. Baseando-se nestes aspectos, apresenta-se esta revisão, acreditando-se na possibilidade de obtenção de produtos lácteos de melhor qualidade, com o comprometimento de todos os envolvidos na cadeia produtiva do leite, conscientes de que a qualidade do leite depende de todos, valendo-se também os consumidores, que são os elementos finais da cadeia produtiva do leite.


#13 - Frequency of Toxoplasma gondii antibodies in tufted capuchin monkeys (Cebus apella nigritus) from an ecological station in the State of São Paulo, Brazil, 33(2):251-253

Abstract in English:

ABSTRACT.- Da Silva R.C., Machado G.P., Cruvinel T.M.A., Cruvinel C.A. & Langoni H. 2013. Frequency of Toxoplasma gondii antibodies in tufted capuchin monkeys (Cebus apella nigritus) from an ecological station in the State of São Paulo, Brazil. Pesquisa Veterinária Brasileira 33(2):251-253. Departamento de Higiene Veterinária e Saúde Pública, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Campus de Botucatu, Distrito de Rubião Júnior s/n, Botucatu, SP 18618-970, Brazil. E-mail: silva_rcd@yahoo.com.br Toxoplasmosis is a worldwide zoonosis caused by Toxoplasma gondii, an obligate intracellular parasite protozoan. A large percentage of animals presents specific antibodies caused by a previous exposition, resulting in a chronic infection. Felides are the definitive hosts and the other warm-blooded animals, including primates, are the intermediate hosts. This study was aimed to determine the prevalence of T. gondii infection in free-living tufted capuchin monkeys (Cebus apella nigritus) from an ecological station located on Mata de Santa Teresa, Ribeirão Preto, SP, Brazil. T. gondii antibodies were analyzed by modified agglutination test (MAT) in serum samples of 36 tufted capuchin monkeys, considering eight as cut-off titer. From the studied animals, 3/36 (8.33%; CI95% 3.0-21.9%) presented T. gondii antibodies, all with titer 32. No significative difference was observed relating to the sex (1/3 male and 2/3 female), and to the age (1/3 young and 2/3 adult) (P>0.05). Thus, these results demonstrate the presence of T. gondii antibodies in primates from São Paulo state.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Da Silva R.C., Machado G.P., Cruvinel T.M.A., Cruvinel C.A. & Langoni H. 2013. Frequency of Toxoplasma gondii antibodies in tufted capuchin monkeys (Cebus apella nigritus) from an ecological station in the State of São Paulo, Brazil. [Frequência de anticorpos anti-Toxoplasma gondii em macacos-prego (Cebus apella nigritus) de estação ecológica localizada no Estado de São Paulo.] Pesquisa Veterinária Brasileira 33(2):251-253. Departamento de Higiene Veterinária e Saúde Pública, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Campus de Botucatu, Distrito de Rubião Júnior s/n, Botucatu, SP 18618-970, Brazil. E-mail: silva_rcd@yahoo.com.br A toxoplasmose é uma das zoonoses mais difundidas no mundo, causada pelo Toxoplasma gondii, um protozoário parasita intracelular obrigatório. Uma alta porcentagem de animais apresenta anticorpos específicos causados por exposição prévia, levando a uma infecção crônica. Os felídeos são os hospedeiros definitivos e outros animais homeotérmicos, incluindo os primatas, são os hospedeiros intermediários. Este estudo objetivou determinar a prevalência da infecção por T. gondii em macacos-prego (Cebus apella nigritus) de vida livre da Estação Ecológica localizada na Mata de Santa Teresa, Ribeirão Preto, SP, Brasil. Anticorpos anti-T. gondii foram pesquisados pelo método de aglutinação direta modificada (MAT) em amostras de soro de 36 macacos-prego, utilizando-se o título oito como de corte. Dos animais estudados, 3/36 (8,33%; IC95% 3,0-21,9%) apresentaram anticorpos anti-T. gondii, todos com título 32. Nenhuma diferença significativa (P>0,05) foi observada com relação ao sexo (1/3 machos e 2/3 fêmeas), e à idade (1/3 jovens e 2/3 adultos). Assim, estes resultados demonstram alta prevalência de anticorpos anti-T. gondii em primatas no estado de São Paulo.


#14 - Epidemiology of leptospirosis at Sorocaba Zoo, São Paulo state, Southeastern Brazil, 32(11):1174-1178

Abstract in English:

ABSTRACT.- Ullmann L.S., Neto R.N.D., Teixeira R.H.F., Nunes A.V., Silva R.C., Pereira-Richini V.B. & Langoni H. 2012. Epidemiology of leptospirosis at Sorocaba Zoo, São Paulo state, Southeastern Brazil. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(11):1174-1178. Departamento de Higiene Veterinária e Saúde Pública, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Campus Botucatu, Distrito de Rubião Junior s/n, Botucatu, SP 18618-970, Brazil. *Corresponding author: leila_ullmann@yahoo.com.br Leptospirosis is considered a worldwide distributed zoonosis, caused by the bacteria Leptospira spp. Since several species of wildlife animals are reportedly reservoirs, the aim of the present study was to know the epidemiology of leptospirosis at the Sorocaba Zoo, Southern Brazil. Serum samples of wild mammals from Artiodactyla, Carnivora, Didelphimorphia, Diprotodontia, Perissodactyla, Pilosa, Primates, Proboscidea and Rodentia orders, kept in captivity as well as from zoological staff were assayed by microscopic agglutination test (MAT). Whole blood, urine and tissue samples from wild mammals and synanthropic animals were assayed by polymerase chain reaction (PCR). An epidemiological survey was applied to evaluate the risk factors for animal infection and staff level of knowledge on leptospirosis. A total of 13/229 (5.68%; CI95% 3.37-9.47%) serum samples from wild mammals were reagent on MAT. Serology from synanthropic animals, zoo staff and molecular analysis of animal samples were all negative. Leptospirosis knowledge of zoo park staff was considered medium. In conclusion, leptospiral infection occurs at the studied zoo but due to the low occurrence found, the lowest reported in literature, wild captive mammals do not act as source of infection of leptospirosis to other animals and human beings.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Ullmann L.S., Neto R.N.D., Teixeira R.H.F., Nunes A.V., Silva R.C., Pereira-Richini V.B. & Langoni H. 2012. Epidemiology of leptospirosis at Sorocaba Zoo, São Paulo state, Southeastern Brazil. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(11):1174-1178. Departamento de Higiene Veterinária e Saúde Pública, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Campus Botucatu, Distrito de Rubião Junior s/n, Botucatu, SP 18618-970, Brazil. *Corresponding author: leila_ullmann@yahoo.com.br A leptospirose é considerada uma zoonose de distribuição mundial, causada por bactérias do gênero Leptospira spp. Uma vez que muitas espécies de animais selvagens são consideradas como reservatórios, o objetivo do presente estudo foi conhecer a epidemiologia da leptospirose no Zoológico de Sorocaba, sudeste do Brasil. Amostras de soro de mamíferos selvagens cativos das ordens Artiodactyla, Carnivora, Didelphimorphia, Diprotodontia, Perissodactyla, Pilosa, Primates, Proboscidea e Rodentia, assim como dos funcionários do zoo foram analisados pela soroaglutinação microscópica (SAM). Sangue total, urina e amostras de tecidos dos animais selvagens e sinantrópicos foram analisados pela reação em cadeia pela polimerase (PCR). Um questionário epidemiológico foi aplicado para se avaliar os fatores de risco de infecção por leptospira dos animais e também para avaliar o grau de conhecimento dos funcionários do parque sobre a leptospirose. Um total de 13/229 (5,68%; CI95% 3.37-9.47%) amostras de soro dos mamíferos selvagens foram reagentes na SAM. A sorologia dos animais sinantrópicos, funcionários do zoológico e a análise molecular lograram-se negativas. O conhecimento dos funcionários sobre a leptospirose foi considerado médio. Em conclusão, a infecção leptospírica ocorre no parque zoológico estudado, porém devido à baixa ocorrência encontrada, a menor descrita na literatura, os mamíferos cativos não desempenham um papel de fonte de infecção para outros animais e para o homem.


#15 - Leptospira spp. isolation and molecular detection in Brazilian slaughtered sheep flocks, 32(3):194-198

Abstract in English:

ABSTRACT.- Da Silva R.C., Costa V.M., Shimabukuro F.H., Richini-Pereira V.B., Menozzi B.D. & Langoni H. 2012. [Leptospira spp. isolation and molecular detection in Brazilian slaughtered sheep flocks.] Pesquisa Veterinária Brasileira 32(3):194-198. Departamento de Higiene Veterinária e Saúde Pública, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Campus de Botucatu, Distrito de Rubião Júnior s/n, Botucatu, SP 18618-970, Brazil. E-mail: silva_rcd@yahoo.com.br Leptospirosis is a worldwide anthropozoonosis that infects livestock, including sheep as the carriers to other animals and humans. The present study aimed to determine the prevalence of Leptospira spp. in sheep from two slaughterhouses in the state of São Paulo, Brazil and its association with epidemiological variables. Serum samples from 182 sheep were evaluated for Leptospira spp. antibodies by microscopic agglutination test (MAT). Results indicated 34/182 (18.68%; CI95% 13.70-24.98%) positive serum samples, mainly to the serovar Copenhageni (17/34; 50%; CI95% 33.99-66.01%). Bacterial growth in the Fletcher medium was detected for 13/34 (38.24%; CI95% 23.87-55.08%) animals, and confirmed by Polymerase Chain Reaction (PCR) and sequencing for only two kidney samples from two animals. Thus, treatment and vaccination of sheep, besides rodent control, can be useful to prevent the infection in the studied region since sheep are important Leptospira spp. carriers, and its transmission to slaughterhouse workers is mainly through the manipulation of visceral tissues.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Da Silva R.C., Costa V.M., Shimabukuro F.H., Richini-Pereira V.B., Menozzi B.D. & Langoni H. 2012. [Leptospira spp. isolation and molecular detection in Brazilian slaughtered sheep flocks.] Pesquisa Veterinária Brasileira 32(3):194-198. Departamento de Higiene Veterinária e Saúde Pública, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Campus de Botucatu, Distrito de Rubião Júnior s/n, Botucatu, SP 18618-970, Brazil. E-mail: silva_rcd@yahoo.com.br [Isolamento e detecção molecular de Leptospira spp. em ovinos brasileiros abatidos.] A leptospirose é uma antropozoonose mundialmente distribuída que infecta animais de produção, incluindo as ovelhas como carreadores para outros animais e o homem. O presente estudo objetivou determinar a prevalência de Leptospira spp. em ovinos de dois abatedouros do estado de São Paulo e sua associação com algumas variáveis epidemiológicas estudadas. Amostras de soro de 182 ovinos foram pesquisadas para a presença de anticorpos para Leptospira spp. pela soroaglutinação microscópica (SAM). Os resultados indicaram 34/182 (18,68%; IC95% 13,70-24,98%) amostras positivas, principalmente para o sorovar Copenhageni (17/34; 50%; IC95% 33,99-66,01%). Crescimento bacteriano no meio de Fletcher foi observado em amostras de 13/34 (38,24%; CI95% 23.87-55.08%) animais, e confirmados pela Reação em Cadeia pela Polimerase (PCR) e seqüenciamento para somente duas amostras renais de dois animais. Assim, o tratamento e vacinação dos ovinos, além do controle de roedores, pode ser útil na prevenção da infecção na região estudada, visto que os ovinos são importantes carreadores de Leptospira spp. para o homem, e sua transmissão aos trabalhadores de abatedouros ocorre principalmente pela manipulação das vísceras.


#16 - Risk factors for Toxoplasma gondii infection in sheep and goats in Pernambuco, Brazil, 32(2):140-146

Abstract in English:

ABSTRACT.- Pereira M.F., Peixoto R.M., Langoni H., Greca Júnior H., Azevedo S.S., Porto W.J.N., Medeiros E.S., Mota R.A. 2012. [Risk factors for Toxoplasma gondii infection in sheep and goats in Pernambuco, Brazil.] Fatores de risco associados à infecção por Toxoplasma gondii em ovinos e caprinos no estado de Pernambuco. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(2):140-146. Departamento de Medicina Veterinária, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Rua Dom Manoel de Medeiros s/n, Recife, PE 52171-900, Brazil. E-mail: rinaldo.mota@hotmail.com This study was conducted to investigate the participation of Toxoplasma gondii in reproductive failure in small ruminants raised in the Litoral/ Zona da Mata and Agreste of the State of Pernambuco, Brazil. Twelve flocks were selected from which 262 samples were collected, 167 from goats and 95 from sheep. Indirect Imunofluorescent Antibody Reaction (IFA) technique was used to detect antibodies anti-Toxoplasma gondii. A questionnaire was applied in flocks to identify risk factors associated with infection. Positive animals were found in 100% of the farms. Among 167 samples of goat serum analyzed, 31.7% were positive, whereas from 95 samples of sheep, 16.9% were positive. Results of brucellosis tests were negative for 100% of analyzed samples. For sheep, no significant association was found; however, for goats, there was a significant association (p<0.05) for intensive handling (OR=2.40), milk exploration (OR=2.10), animals originating from other states (OR=7.89) and natural breeding (OR=5.69). It was concluded that infection for T. gondii is spread in studied goat and sheep flocks and that sanitary measures must be adopted to control risk factors for infection.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Pereira M.F., Peixoto R.M., Langoni H., Greca Júnior H., Azevedo S.S., Porto W.J.N., Medeiros E.S., Mota R.A. 2012. [Risk factors for Toxoplasma gondii infection in sheep and goats in Pernambuco, Brazil.] Fatores de risco associados à infecção por Toxoplasma gondii em ovinos e caprinos no estado de Pernambuco. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(2):140-146. Departamento de Medicina Veterinária, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Rua Dom Manoel de Medeiros s/n, Recife, PE 52171-900, Brazil. E-mail: rinaldo.mota@hotmail.com Objetivou-se com este estudo investigar a participação de Toxoplasma gondii em falhas reprodutivas em pequenos ruminantes de criatórios situados na Zona da Mata e no Agreste do Estado de Pernambuco e que apresentavam histórico de distúrbios reprodutivos. Foram selecionadas 12 propriedades das quais se coletaram amostras de 262 animais, sendo 167 caprinos e 95 ovinos. Realizou-se a pesquisa de anticorpos anti-Toxoplasma gondii, utilizando-se a técnica da Imunofluorescência Indireta (RIFI). Foram aplicados questionários investigativos nas propriedades visitadas para identificar os fatores de risco associados à infecção. Em 100% das propriedades foram encontrados animais soropositivos. Para T. gondii, das 167 amostras de soro caprino analisadas, 31,7% foram positivas, enquanto que na espécie ovina, das 95 amostras, 16,9% foram positivas. Para a espécie ovina, não foram observadas associações significativas. Para os caprinos, houve associação significativa (p<0,05) para as variáveis: manejo intensivo (OR=2,40), exploração leiteira (OR=2,10), animais procedentes de outros estados (OR=7,89) e monta natural (OR=5,69). Conclui-se que a infecção pelo T. gondii encontra-se disseminada nos rebanhos de caprinos e ovinos estudados e que medidas sanitárias devem ser adotadas para controlar os fatores de risco identificados neste estudo.


#17 - Breed and season influence on milk quality parameters and in mastitis occurrence, 31(12):1045-1052

Abstract in English:

ABSTRACT.- Nóbrega D.B. & Langoni H. 2011. Breed and season influence on milk quality parameters and in mastitis occurrence. Pesquisa Veterinária Brasileira 31(12):1045-1052. Departamento de Higiene Veterinária e Saúde Pública, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Distrito de Rubião Júnior s/n, Botucatu, SP 18618-900, Brazil. E-mail: higivet@fmvz.unesp.br The aims of the present study were to evaluate the performance of Jersey and Holstein cows under different rainfall conditions (dry and rainy seasons) by monitoring aspects related to subclinical mastitis (somatic cell count, microbiological isolation, type of isolated pathogen), milk quality (lactose, protein, fat, total solids) and production (mean milk production) of both breeds. The study was carried out in a dairy farm located in the state of São Paulo, Brazil. Eight visitations were done to the farm, four in a period of high rainfall and four in a period of low rainfall. Milk samples were collected from 79 Holstein cows and 37 Jersey cows for electronic somatic cell count and determination of the main milk components (protein, fat, total solids, lactose). Milk fat, protein, total solids and production were influenced by breed and the season, with similar tendencies for both breeds in both seasons. Somatic cell count (SCC) showed similar results for both breeds. Holstein cows with intramammary infections (IMI) presented a higher increase in SCC when compared to Jersey cows (P<0.001). In the dry season, 53 animals had IMI in at least one month during the study, which 32 were Holstein and 21 were Jersey cows. In the rainy season, 65 animals had intramammary infection, being 43 Holstein and 22 Jersey cows. The frequency of IMI cases was larger in the rainy season than in the dry season. Jersey cows had a lower chance of showing IMI signs and symptoms than Holstein cows in the rainy season (odds ratio=0.52). The larger number of IMI cases in the rainy season may have led to a lower milk lactose rate for both breeds, thus milk lactose rate can be considered an indicator of IMI status. There was prevalence of contagious pathogens overall in the study. The applied model showed that environmental pathogens were more frequently isolated from the breed Jersey, regardless of the study season. There seems to be differences in the immune response of Jersey and Holstein breeds

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Nóbrega D.B. & Langoni H. 2011. Breed and season influence on milk quality parameters and in mastitis occurrence. [Influência da raça e estação em aspectos de qualidade do leite e na ocorrência de mastites.] Pesquisa Veterinária Brasileira 31(12):1045-1052. Departamento de Higiene Veterinária e Saúde Pública, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Distrito de Rubião Júnior s/n, Botucatu, SP 18618-900, Brazil. E-mail: higivet@fmvz.unesp.br Os objetivos do presente estudo foram avaliar a performance das raças Jersey e Holandesa em diferentes condições de pluviosidade (estações seca e chuvosa) através do monitoramento de aspectos relacionados com a mastite subclínica (contagem de células somáticas, isolamento microbiológico, tipo de patógeno isolado), qualidade do leite (lactose, proteína, gordura e sólidos totais) e produção (media da produção de leite) de ambas as raças. O estudo foi conduzido em propriedade leiteira localizada no estado de São Paulo, Brasil. Oito visitas foram realizadas a propriedade, quatro em período de alta pluviosidade e outro em período de baixa pluviosidade. Amostras de leite foram colhidas de todos os animais para contagem eletrônica de células somáticas e determinação dos principais componentes do leite (proteína, gordura, sólidos totais, lactose). Gordura, proteína, sólidos totais e produção leiteira foram influenciadas tanto pela raça como pela estação, apresentando tendências similares para ambas raças em ambas estações. A contagem de células somáticas (CCS) apresentou resultados similares para ambas as raças. Vacas holandesas com infecção intramamária (IIM) apresentaram um maior aumento na CCS quando comparadas as vacas Jersey (P<0.001). Na estação seca, 53 animais tiveram IIM em pelo menos um mês do estudo. Destes, 32 eram da raça Holandesa e 21 da raça Jersey. Na estação chuvosa, 65 animais possuíram infecção intramamária, dos quais 43 eram da raça Holandesa e 22 da raça Jersey. A frequência de casos de IIM foi maior na estação chuvosa em comparação à estação seca. Vacas Jersey apresentaram uma menor chance de desenvolver sinais e sintomas de IIM em relação às vacas holandesas na estação chuvosa (razão de chances=0.52). O maior numero de casos de IIM na estação chuvosa pode ter contribuído para uma menor taxa de lactose no leite para ambas as raças, sendo que esta pode ser considerada como um indicador do status de IIM. Existiu uma prevalência de patógenos contagiosos durante todo o experimento. O modelo estatístico aplicado mostrou que patógenos ambientais foram mais frequentemente isolados da raça Jersey, independentemente do período do estudo. Aparentemente existem diferenças na resposta imune das raças Jersey e Holandesa.


#18 - Quality and microbiological aspects of bovine milk, 31(12):1059-1065

Abstract in English:

ABSTRACT.- Langoni H., Penachio D.S., Citadella J.C.C., Laurino F., Faccioli-Martins P.Y., Lucheis S.B., Menozzi B.D. & Silva A.V. 2011. [Quality and microbiological aspects of bovine milk.] Aspectos microbiológicos e de qualidade do leite bovino. Pesquisa Veterinária Brasileira 31(12):1059-1065. Departamento de Higiene Veterinária e Saúde Pública, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Botucatu, SP 18618-000, Brazil. E-mail: hlangoni@fmvz.unesp.br Mastitis is the main disease in dairy herds, presents high prevalence and constitutes a limiting factor on many farms in Brazil due to economic losses. Considering the etiological complexity of mastitis the present work aimed to study the etiological agents of mastitis and its influence on the quality of bovine milk. For this, a total of 1090 teats from dairy cows of 10 farms localized in São Paulo state were evaluated. The microbiological analysis of milk consisted of cultivating an 0.1mL aliquot of milk from each CMT-positive sample, or with clinical mastitis, on agar base medium containing 5% of ovine blood and on McConkey agar, incubating plates at 37°C with observation of the microbial development at 24-hour intervals during three days. The microorganisms with highest frequency in mastitis were Corynebacterium bovis (29.52%), Streptococcus dysgalactiae (11.9%) and Staphylococcus aureus (10.48%). There was isolation of Candida krusei e Trichosporum spp. on Sabouraud dextrose agar. The averages of SCC and CFU from cows were variabl: eight (80%) farms were found to be within the limits established by regulation “Instrução Normativa nº 51” of the Ministry of Agriculture, and all farms were found to be within the limits for CFU. There was a positive correlation between CFU and SCC from milk in two of six farms statistically analyzed. It was concluded that mastitis is one of the factors that do not allow producer to reach the quality required by the government. Management and hygiene failures exist and must be corrected with instructions for the application of good production practices. Finally, monitoring of mastitis and milk quality in herds must be carried out, and accessible techniques as compound SCC can be used.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Langoni H., Penachio D.S., Citadella J.C.C., Laurino F., Faccioli-Martins P.Y., Lucheis S.B., Menozzi B.D. & Silva A.V. 2011. [Quality and microbiological aspects of bovine milk.] Aspectos microbiológicos e de qualidade do leite bovino. Pesquisa Veterinária Brasileira 31(12):1059-1065. Departamento de Higiene Veterinária e Saúde Pública, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Botucatu, SP 18618-000, Brazil. E-mail: hlangoni@fmvz.unesp.br A mastite é a principal afecção do gado leiteiro, possui alta prevalência, e constitui um fator limitante em muitas propriedades rurais do país, devido às perdas econômicas. Considerando-se a complexidade etiológica das mastites o objetivo do presente trabalho foi estudar os agentes de etiológicos desta enfermidade e a sua influência na qualidade do leite bovino. Para tanto, foram avaliados um total de 1090 tetos de animais de dez propriedades rurais localizadas no estado de São Paulo. A análise microbiológica do leite consistiu em cultivar uma alíquota de 0,1mL de leite de cada amostra positiva ao CMT, ou com mastite clínica, em meio de ágar base adicionado de 5% de sangue ovino e em agar Mac Conkey, incubando-se as placas a 37°C com observação do desenvolvimento microbiano a cada 24 horas durante três dias. Os microrganismos com maior frequência na mastite foram Corynebacterium bovis (29,52%), Streptococcus dysgalactiae (11,9%) e Staphylococcus aureus (10,48%). Houve ainda o isolamento em ágar Sabouraud dextrose de Candida krusei e Trichosporum spp. As médias de CCS e UFC dos animais foram variáveis e oito (80%) propriedades encontram-se dentro dos limites estabelecidos para CCS pela Instrução Normativa n° 51 do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, e todas as propriedades se encontram dentro dos limites para UFC. Houve correlação positiva entre UFC e CCS de leite em duas propriedades entre as seis analisadas estatisticamente. Conclui-se que a mastite é um dos fatores que não permitem que o produtor atinja a qualidade exigida pelo governo. Falhas de manejo e higiene existem e devem ser corrigidas com treinamento dos produtores para aplicação de boas práticas de produção. Finalmente, o monitoramento das mastites e da qualidade do leite nos rebanhos deve ser realizado, e técnicas acessíveis como a CCS composta podem ser utilizadas.


#19 - erological investigation and PCR in detection of pathogenic leptospires in snakes, 31(9):006-811

Abstract in English:

ABSTRACT.- Biscola N.P., Fornazari F., Saad E., Richini-Pereira V.B., Campagner M.V., Langoni H., Barraviera B. & Ferreira Junior R.S. 2011. Serological investigation and PCR in detection of pathogenic leptospires in snakes. Pesquisa Veterinária Brasileira 31(9):806-811. Centro de Estudos de Venenos e Animais Peçonhentos, Universidade Estadual Paulista, Fazenda Experimental Lageado, Rua José Barbosa de Barros 1780, Botucatu, SP 18610-307, Brazil. E-mail: rseabra@cevap.org.br Detection of Leptospira by PCR had not yet been described in snakes. This study investigated, by microscopic agglutination test (MAT) and PCR, the presence of antibodies to Leptospira spp. and Leptospira spp., respectively, in venomous and non-venomous wildlife and captivity snakes. All snakes were divided into three groups to be compared: Group 1 (wildlife snakes - WS); Group 2 (snakes in intensive captivity - IC), and Group 3 (collective semi-extensive captivity -CC). Of the 147 snakes studied, 52 (35.4%) were positive for leptospirosis by MAT, 8 (15.4%) belonging to Group 1 (WS), 34 (65.4%) to Group 2 (IC) and 10 (19.2%) to Group 3 (CC). Jararaca (Bothrops jararaca) presented the highest average titer (66.7%, N=22/33) among the three group studied, and Hardjo prajtino was the most prevalent serovar (88.5%, N=46/52), with titers varying from 100 to 3200. Leptospira interrogans was revealed by PCR in kidney and liver of caiçaca (Bothrops moojeni) and jararaca-pintada (Bothrops pauloensis), showing 100% and 93% identity respectively. Future studies should be carried out for better understanding of the role of snakes as a reservoir of Leptospira in nature.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Biscola N.P., Fornazari F., Saad E., Richini-Pereira V.B., Campagner M.V., Langoni H., Barraviera B. & Ferreira Junior R.S. 2011. Serological investigation and PCR in detection of pathogenic leptospires in snakes. [Investigação sorológica e PCR na detecção de leptospiras patogênicas em serpentes.] Pesquisa Veterinária Brasileira 31(9):806-811. Centro de Estudos de Venenos e Animais Peçonhentos, Universidade Estadual Paulista, Fazenda Experimental Lageado, Rua José Barbosa de Barros 1780, Botucatu, SP 18610-307, Brazil. E-mail: rseabra@cevap.org.br A detecção de Leptospira pela técnica de PCR não havia sido descrita em serpentes. Este estudo investigou pelo teste de aglutinação microscópica (MAT) e PCR, a presença de anticorpos anti-Leptospira spp. e Leptospira spp., respectivamente, em serpentes peçonhentas e não peçonhentas de vida livre e de cativeiro. As serpentes foram divididas em três grupos para comparação: Grupo 1 (serpentes recém-chegadas da natureza - WS); Grupo 2 (serpentes em regime de cativeiro intensivo -IC) e Grupo 3 (serpentes em regime de cativeiro coletivo semi-extensivo - CC). Do total de 147 serpentes estudadas, 52 (35,4%) foram positivas para leptospirose pelo MAT, as quais 8 (15,4%) pertenciam ao Grupo 1 (WS), 34 (65,4%) ao Grupo 2 (IC) e 10 (19,2%) ao Grupo 3 (CC). Das espécies estudadas, a jararaca (Bothrops jararaca) apresentou maior soropositividade (66,7%, N=22/33). O sorovar mais prevalente foi o Hardjo prajtino (88,5%, N=46/52) e os títulos variaram de 100 a 3200. Leptospira interrogans foi revelada por PCR nos rins e no fígado de caiçaca (Bothrops moojeni) e de jararaca-pintada (Bothrops pauloensis), mostrando 100% e 93% de identidade, respectivamente. Futuros estudos devem ser realizados para melhor compreensão do papel das serpentes como reservatório de leptospiras na natureza.


#20 - Risk factors and presence of antibodies to Toxoplasma gondii in dogs from the coast of São Paulo State, Brazil, 30(2):161-166

Abstract in English:

ABSTRACT.- Da Silva R.C., Lima V.Y., Tanaka E.M., Da Silva A.V., Souza L.C. & Langoni H. 2010. Risk factors and presence of antibodies to Toxoplasma gondii in dogs from the coast of São Paulo State, Brazil. Pesquisa Veterinária Brasileira 30(2):161-166. Departamento de Higiene Veterinária e Saúde Pública, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Distrito de Rubião Júnior s/n, Botucatu, SP 18618-000, Brazil. E-mail: silva_rcd@yahoo.com.br Toxoplasmosis is caused by the obligate intracellular protozoan parasite Toxoplasma gondii and affects warm-blooded vertebrates, including pets and man. Dogs are epidemio-logically important since they act as sentinels for the infection in humans. The present study aimed to determine the presence of antibodies to T. gondii in 205 serum samples from dogs in Ubatuba, Sao Paulo state, Brazil, through indirect immunofluorescence reaction (IFAT), as well as the risk factors related to toxoplasmosis in the animals such as breed, age, sex, access to outdoors, homemade food ingestion, access to untreated water, and contact with rodents. Toxoplasmosis-positive samples accounted for 52/205 (25.4%), with titers ranging from 16 to 256. The serological results presented significant association (P<0.05) with homemade food ingestion (45/118; 38.1%; CI95% 29.9%-47.2%) (OR=7.0; CI95% 3.0-16.6), and with access to outdoors where those that do not have access to the street were prevalent (37/121; 30.6%; CI95% 23.1%-39.3%) (OR=0.5; CI95% 0.2-1.0). These results show that toxoplasmosis in this region is related to problems of sanitary education, mainly concerning the appropriate cooking of foods, since most positive animals did not show significant association with the presence of rodents or untreated water consumption but showed, instead association with ingestion of homemade food. Thus, toxoplasmosis is a public health problem in the studied region, and sanitary measures are needed to control the infection due to the strict relationship between man and dog and the presented risk factors.

Abstract in Portuguese:

ABSTRACT.- Da Silva R.C., Lima V.Y., Tanaka E.M., Da Silva A.V., Souza L.C. & Langoni H. 2010. Risk factors and presence of antibodies to Toxoplasma gondii in dogs from the coast of São Paulo State, Brazil. Pesquisa Veterinária Brasileira 30(2):161-166. Departamento de Higiene Veterinária e Saúde Pública, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Distrito de Rubião Júnior s/n, Botucatu, SP 18618-000, Brazil. E-mail: silva_rcd@yahoo.com.br A toxoplasmose é causada por um protozoário parasita intracelular obrigatório, Toxoplasma gondii, e acomete vertebrados homeotérmicos incluindo animais de companhia e o homem. O cão apresenta importância epidemiológica por atuar como sentinela da infecção para o homem. O presente estudo objetivou determinar a ocorrência de anticorpos para T. gondii em 205 amostras de soro de cães do município de Ubatuba, SP, Brasil, pela reação de imunofluorescência indireta (RIFI), assim como os fatores de risco relacionados à infecção nos animais, como raça, idade, sexo, acesso a rua, ingestão de comida caseira, acesso a água não tratada e presença de roedores. 52/205 (25,4%) amostras foram positivas para toxoplasmose, com títulos variando de 16 a 256. Os resultados sorológicos apresentaram associação significativa (P<0,05) com consumo de comida caseira (45/118; 38,1%; IC95% 29,9%-47,2%) (OR=7,0; CI95% 3,0-16,6), e acesso a rua, em que aqueles que não tinham acesso a rua foram prevalentes (37/121; 30,6%; IC95% 23,1%-39,3%) (OR=0,5; CI95% 0,2-1,0). Estes resultados demonstram que a toxoplasmose na região está relacionada com problema de educação sanitária, principalmente quanto ao adequado cozimento dos alimentos, visto que a maioria dos animais positivos não apresentou associação significativa com presença de roedores ou consumo de água não tratada, porém os mesmos permaneciam em casa aos quais fora oferecida comida caseira. Portanto, a toxoplasmose consiste em um problema de saúde pública na região estudada, sendo necessárias medidas sanitárias para o controle da infecção, visto a estreita relação homem-cão e os fatores de risco presentes.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV