Resultado da pesquisa (4)

Termo utilizado na pesquisa Albernaz R.M

#1 - echnique for pulmonary arterial pressure measurement in horses during the incremental exercise on a treadmill, 33(2):254-260

Abstract in English:

ABSTRACT.- Dias D.P.M., Teixeira L.G., Bernardi N.S., Gravena K., Albernaz R.M., Valadão C.A.A., Queiroz Neto A. & Lacerda Neto J.C. 2013. [Technique for pulmonary arterial pressure measurement in horses during the incremental exercise on a treadmill.] Técnica para avaliação da pressão arterial pulmonar de equinos durante o exercício progressivo em esteira rolante. Pesquisa Veterinária Brasileira 33(2):254-260. Departamento de Clínica e Cirurgia Veterinária, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, Via de Acesso Prof. Paulo Donato Castellane s/n, Jaboticabal, SP 14884-900, Brazil. E-mail: deborah_dias@hotmail.com The aim of this study was to illustrate the surgical implantation of Swan Ganz introducers into the jugular vein, as well as the pulmonary artery cannulation procedure using ten mixed breed (MB) adult horses. We also proposed to demonstrate pulmonary arterial pressure (PAP) values measured through the implanted Swan Ganz during one incremental submaximal exercise test performed on a treadmill. Surgical implantation of the Swan Ganz introducers has demonstrated to be easy and quick to perform. None of the animals showed signs of discomfort following the surgery and ergometric test was carried out as proposed. PAP increased proportionally with exercise intensity, and the major average values were recorded at the higher effort time points. The PAP average values increased (P<0.05) when treadmill speed reached 7.5m/s (39±3mmHg) and 8.5m/s (41±3mmHg), comparing to average values at rest (26±3mmHg). However, the PAP values observed at the maximal effort performed by the MB horses of this trial (41±3mmHg), are under the values described for other breeds at similar effort tests. The technique described in the present study contributes for the standardization of research protocols using arterial pulmonary access via Swan Ganz catheter implantation in horses. The ergometric test was effective to promote PAP changes according to the effort, showing PAP values for MB horses that can guide further investigations.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Dias D.P.M., Teixeira L.G., Bernardi N.S., Gravena K., Albernaz R.M., Valadão C.A.A., Queiroz Neto A. & Lacerda Neto J.C. 2013. [Technique for pulmonary arterial pressure measurement in horses during the incremental exercise on a treadmill.] Técnica para avaliação da pressão arterial pulmonar de equinos durante o exercício progressivo em esteira rolante. Pesquisa Veterinária Brasileira 33(2):254-260. Departamento de Clínica e Cirurgia Veterinária, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, Via de Acesso Prof. Paulo Donato Castellane s/n, Jaboticabal, SP 14884-900, Brazil. E-mail: deborah_dias@hotmail.com Objetivou-se ilustrar a técnica cirúrgica de implantação de introdutores para cateter de Swan Ganz na veia jugular, bem como o procedimento de canulação da artéria pulmonar de dez equinos adultos sem raça definida (SRD). Realizando medidas através do cateter de Swan Ganz implantado, objetivou-se ainda demonstrar os valores de pressão arterial pulmonar (PAP) durante um teste de esforço progressivo de intensidade submáxima realizado em esteira rolante. A técnica cirúrgica de implantação de introdutores para o cateter de Swan Ganz empregada, demonstrou-se de fácil e rápida realização. Os animais não apresentaram complicações frente ao introdutor implantado e o teste ergométrico foi realizado conforme proposto. A PAP se elevou ao longo do exercício seguindo o incremento de velocidade, sendo os maiores valores médios observados nos momentos de maior intensidade do esforço. Os valores médios de PAP aumentaram (p<0,05) às velocidades de 7,5m/s (39±3 mmHg) e 8,5m/s (41±3 mmHg), quando comparados aos valores mensurados no repouso (26±3mmHg). Entretanto, os valores de PAP encontrados no máximo de esforço realizado pelos equinos SRD deste ensaio (41±3mmHg), encontram-se abaixo dos valores descritos para outras raças para a mesma intensidade de esforço. A descrição detalhada da técnica ilustrada no presente trabalho, pode contribuir substancialmente na padronização de protocolos experimentais que propõem o acesso arterial pulmonar por meio da implantação de cateter de Swan Ganz em equinos. O teste ergométrico proposto foi eficaz em promover variações de PAP de acordo com o esforço realizado, demonstrando valores para equinos SRD que poderão ser usados como base para futuras avaliações.


#2 - Low dose of dichloroacetate infusion reduces blood lactate after submaximal exercise in horses, 33(1):57-60

Abstract in English:

ABSTRACT.- Ferraz G.C., Brito H.C.D., Berkman C., Albernaz R.M., Araújo R.A., Silva M.H.M., D’Angelis F.H.F. & Queiroz-Neto A. 2013. Low dose of dichloroacetate infusion reduces blood lactate after submaximal exercise in horses. Pesquisa Veterinária Brasileira 33(1):57-60. Laboratório de Farmacologia e Fisiologia do Exercício Equino, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, Via de Acesso Prof. Paulo Donato Castellane s/n, Jaboticabal, SP 14884-900, Brazil. E-mail: gferraz@fcav.unesp.br The acute administration of an indirect activator of the enzyme pyruvate dehydrogenase (PDH) in human athletes causes a reduction in blood lactate level during and after exercise. A single IV dose (2.5m.kg-1) of dichloroacetate (DCA) was administered before a submaximal incremental exercise test (IET) with five velocity steps, from 5.0 m.s-1 for 1 min to 6.0, 6.5, 7.0 and 7.5m.s-1 every 30s in four untrained mares. The blood collections were done in the period after exercise, at times 1, 3, 5, 10, 15 and 20 min. Blood lactate and glucose (mM) were determined electro-enzymatically utilizing a YSI 2300 automated analyzer. There was a 15.3% decrease in mean total blood lactate determined from the values obtained at all assessment times in both trials after the exercise. There was a decrease in blood lactate 1, 3, 5, 10, 15 and 20 min after exercise for the mares that received prior DCA treatment, with respective mean values of 6.31±0.90 vs 5.81±0.50, 6.45±1.19 vs 5.58±1.06, 6.07±1.56 vs 5.26±1.12, 4.88±1.61 vs 3.95±1.00, 3.66±1.41 vs 2.86±0.75 and 2.75±0.51 vs 2.04±0.30. There was no difference in glucose concentrations. By means of linear regression analysis, V140, V160, V180 and V200 were determined (velocity at which the rate heart is 140, 160, 180, and 200 beats/minute, respectively). The velocities related to heart rate did not differ, indicating that there was no ergogenic effect, but prior administration of a relatively low dose of DCA in mares reduced lactatemia after an IET.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Ferraz G.C., Brito H.C.D., Berkman C., Albernaz R.M., Araújo R.A., Silva M.H.M., D’Angelis F.H.F. & Queiroz-Neto A. 2013. Low dose of dichloroacetate infusion reduces blood lactate after submaximal exercise in horses. [Baixa dose de infusão de dicloroacetato reduz o lactato sanguíneo após exercício submáximo em cavalos.] Pesquisa Veterinária Brasileira 33(1):57-60. Laboratório de Farmacologia e Fisiologia do Exercício Equino, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, Via de Acesso Prof. Paulo Donato Castellane s/n, Jaboticabal, SP 14884-900, Brazil. E-mail: gferraz@fcav.unesp.br A administração aguda de um ativador indireto da enzima piruvato desidrogenase (PD) em atletas da espécie humana provoca redução na concentração de lactato sanguíneo durante e após exercício. Uma dose única, intravenosa de 2.5m.kg-1 de dicloroacetato (DCA) foi administrada antes de um exercício teste incremental submáximo (ETI) com cinco etapas de velocidade sendo 5,0 ms-1 por 1 minuto e 6,0, 6,5, 7,0, e 7,5 ms-1 a cada 30 segundos em quatro éguas destreinadas. As coletas de sangue foram realizadas no período após o exercício, nos momentos de 1, 3, 5, 10, 15 e 20 min. Lactato e glicose (mM) foram determinados electro-enzimaticamente utilizando um analisador automático (YSI 2300). Houve redução de 15,3% no lactato sanguíneo total médio que foi determinado a partir dos valores obtidos em todos os momentos de avaliação em ambos os testes, após o exercício. Houve diminuição na lactatemia 1, 3, 5, 10, 15 e 20 minutos após exercício para as éguas que receberam infusão de DCA, com os respectivos valores médios de 6,31±0,90 versus 5,81±0,50, 6,45±1,19 versus 5,58±1,06, 6,07±1,56 versus 5,26±1,12, 4,88±1,61 versus 3,95±1,00, 3,66±1,41 versus 2,86±0,75 e 2,75±0,51 versus 2,04±0,30. Não houve diferença nas concentrações de glicose. Por meio de análise de regressão linear, V140, V160, V180 e V200 foram determinados (velocidades em que as taxas cardíacas alcançam 140, 160, 180 e 200 bpm, respectivamente). As velocidades relacionadas com a frequência cardíaca não diferiram, indicando que não houve efeito ergogênico, mas a administração prévia de uma dose relativamente baixa de DCA em éguas reduziu a lactatemia após um ETI.


#3 - Corrective shoeing in horses: Analysis of the adaptation period to the new condition imposed, 32(10):1001-1004

Abstract in English:

ABSTRACT.- Albernaz R.M., Basile R.C., Dias D.P.M., Gomide L.M.W., Milaré, A.S., Bernardi N.S., Queiroz Neto A. & Lacerda Neto J.C. 2012. Corrective shoeing in horses: Analysis of the adaptation period to the new condition imposed. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(10):1001-1004. Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, Via de Acesso Prof. Dr. Paulo Donato Castellane s/n, Jaboticabal, SP 14884-900, Brazil. E-mail: raquel_albernaz@hotmail.com Corrective shoeing is a method commonly used to alter the locomotion pattern in animals or as therapy for various disorders of the locomotive system of horses. However, to date, there have been no scientific studies discussing the period during which animals adapt to this type of intervention. The goal of this study was to evaluate the horseshoe adaptation period with the toe or heel elevated by six degrees at 0, 48, and 96 hours after each type of shoeing. For this analysis, the horses were recorded while walking on a treadmill. Stride length and gait qualitative analyzes were performed using Dvideow software. The level of significance adopted was 5%. In the present study, there was no significant difference between the evaluation times; elevating the toe or heel by six degrees do not generates discomfort during locomotion, therefore, horses are able to return to a regular exercise or training routine immediately after shoeing.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Albernaz R.M., Basile R.C., Dias D.P.M., Gomide L.M.W., Milaré, A.S., Bernardi N.S., Queiroz Neto A. & Lacerda Neto J.C. 2012. Corrective shoeing in horses: Analysis of the adaptation period to the new condition imposed. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(10):1001-1004. Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, Via de Acesso Prof. Dr. Paulo Donato Castellane s/n, Jaboticabal, SP 14884-900, Brazil. E-mail: raquel_albernaz@hotmail.com O ferrageamento corretivo é um método comumente utilizado para alterar o padrão do andamento dos animais, assim como na terapêutica de diversas afecções do sistema locomotor dos equinos. No entanto, não existem, até o momento, estudos científicos que revelem o período de adaptação do andamento dos animais a este tipo de intervenção. O objetivo deste estudo foi avaliar o período de adaptação à ferraduras com elevação em seis graus da pinça ou talões em equinos caminhando em esteira rolante. O período de adaptação à ferradura foi avaliado nos tempos 0, 48 e 96 horas após cada tipo de ferrageamento proposto. Os animais foram gravados caminhando em esteira rolante. O comprimento da passada e a análise qualitativa do andamento foram realizados com o auxílio do programa Dvideow. O nível de significância adotado foi de 5%. No presente estudo, não houve diferença significativa entre os dias avaliados, a elevação em seis graus da pinça ou talões não gerou desconforto durante a passada, portanto, os animais podem retornar às atividades regulares de exercício e treinamento imediatamente após o ferrageamento.


#4 - Do hematologic constituents really increase due to endurance exercise in horses, 32(9):951-956

Abstract in English:

ABSTRACT.- Teixeira-Neto A.R., Ferraz G.C., Moscardini A.R.C., Albernaz R.M., Gondin M.R. & Queiroz-Neto A. 2012. Do hematologic constituents really increase due to endurance exercise in horses? Pesquisa Veterinária Brasileira 32(9):951-956. Laboratório de Farmacologia e Fisiologia do Exercício Equino, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, Jaboticabal, SP 14884-900, Brazil. E-mail: aqueiroz@fcav.unesp.br The aim of this study was to evaluate the behavior of blood constituents in a group of horses that successfully completed long endurance rides in tropical conditions. Jugular vein puncture was done to collect blood before, during and after rides. Data were analyzed using a mathematic approach, based on the hematocrit and blood volume where the percentual change in plasma volume was used to correct the values of each variable analyzed. Significance was inferred when P<0.05. The proposed mathematical model to assess blood constituents concentrations allowed the observation of a different pattern of the variables behavior, pointing out that the approach followed by the authors could be more sensitive than ones that did not take this routine. In conclusion, the method used in this study enabled to monitor the physiological processes that actually occur during endurance effort in tropical conditions.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Teixeira-Neto A.R., Ferraz G.C., Moscardini A.R.C., Albernaz R.M., Gondin M.R. & Queiroz-Neto A. 2012. Do hematologic constituents really increase due to endurance exercise in horses? Pesquisa Veterinária Brasileira 32(9):951-956. Laboratório de Farmacologia e Fisiologia do Exercício Equino, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, Jaboticabal, SP 14884-900, Brazil. E-mail: aqueiroz@fcav.unesp.br Este estudo objetivou avaliar o comportamento dos componentes do sangue em cavalos que concluiram com êxito provas de enduro em condições tropicais. Punção da veia jugular foi realizada para coletar o sangue antes, durante e após o evento. Os dados foram analisados por meio de uma abordagem matemática, com base no hematócrito e volume de sangue onde a variação percentual no volume plasmático foi utilizada para corrigir os valores de cada variável analisada. O nível de significância adotado foi P<0,05. O modelo matemático proposto para avaliar as concentrações de componentes do sangue permitiu a observação de um padrão diferente no comportamento de várias variáveis plasmáticas, destacando que a abordagem seguida pelos autores é mais sensível do que aquelas que não seguiram este procedimento. Em conclusão, o método utilizado neste estudo permitiu acompanhar os processos fisiológicos que realmente ocorrem durante o esforço de resistência em condições tropicais.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV