Resultado da pesquisa (4)

Termo utilizado na pesquisa Almeida H.M.S

#1 - Evidence of bovine viral diarrhea virus transmission by back pond water in experimentally infected piglets, 38(10):1896-1901

Abstract in English:

ABSTRACT.- Nascimento K.A., Mechler M.L., Gatto I.R.H., Almeida H.M.S., Souza-Pollo A., Sant’Ana F.J.F., Pedroso P.M.O. & Oliveira L.G. 2018. Evidence of bovine viral diarrhea virus transmission by back pond water in experimentally infected piglets. [Evidência da transmissão do vírus da diarreia viral bovina através da lâmina d’água em leitões experimentalmente infectados.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(10):1896-1901. Laboratório de Pesquisa em Suínos, Departamento de Clínica e Cirurgia Veterinária, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Via de acesso Prof. Paulo Donato Castellane, Jaboticabal, SP 14884-900, Brazil. E-mail: luis.guilherme@unesp.br Swine can be infected by bovine viral diarrhea virus (BVDV). However, transmission routes among pigs are still unknown. The objective of the present study was to induce experimental infection of BVDV-1 in weaned piglets and to assess the potential transmission through pen back pond water, used to facilitate heat exchange of the pigs housed in barns. Two repetitions (BP1 and BP 2) were performed using 12 piglets proven to be free BVDV (n=6 per repetition) allocated into three groups: control, sentinels and infected with two piglets each. The piglets were placed in stainless steel isolators. The infected group received an inoculum containing BVDV-1, Singer strain. The piglets remained in the cabinets for 25 days, during which samples of nasal swab were collected daily and blood sampled weekly. At the end, the piglets were euthanized, necropsied and organ fragments were collected for histopathology, immunohistochemistry and RT-PCR. In the first experiment (BP1) the infected animals shed the virus between days 6 and 21 post-infection. Regarding the sentinel group, shedding occurred in only one piglet, on the 20th day after infection, and seroconversion was observed on the 25th day post-infection. In BP2, infected piglets I3 and I4 shed the virus on days 4 and 21 post-infection, respectively. Only one sentinel piglet (S3) she the virus on day 13 post-infection. Therefore, it was concluded that pigs can become infected with BVDV-1 and shed potentially infectious viral particles consequently, being able to transmit the virus to other pigs through back pond water.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Nascimento K.A., Mechler M.L., Gatto I.R.H., Almeida H.M.S., Souza-Pollo A., Sant’Ana F.J.F., Pedroso P.M.O. & Oliveira L.G. 2018. Evidence of bovine viral diarrhea virus transmission by back pond water in experimentally infected piglets. [Evidência da transmissão do vírus da diarreia viral bovina através da lâmina d’água em leitões experimentalmente infectados.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(10):1896-1901. Laboratório de Pesquisa em Suínos, Departamento de Clínica e Cirurgia Veterinária, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Via de acesso Prof. Paulo Donato Castellane, Jaboticabal, SP 14884-900, Brazil. E-mail: luis.guilherme@unesp.br Os suínos podem ser infectados pelo vírus da diarreia viral bovina (BVDV). No entanto, as vias de transmissão entre os suínos são ainda desconhecidas. O objetivo do presente estudo foi induzir a infecção experimental de BVDV-1 em leitões desmamados e avaliar a potencial transmissão pela lâmina d’água, que ajuda na troca de calor dos suínos alojados em baias. Duas repetições do experimento (BP1 e BP2) foram realizadas com 12 animais comprovadamente livres de BVDV (n=6 por repetição) alocados em três grupos: controle, sentinelas e infectados, com dois animais cada. Os animais foram mantidos em isoladores de aço inoxidável. O grupo infectado recebeu um inóculo contendo BVDV-1, estirpe Singer. Os animais permaneceram nos isoladores durante 25 dias e, durante esse período, amostras de suabe nasal foram coletadas diariamente e sangue coletado semanalmente. No final, os animais foram eutanasiados, necropsiados e fragmentos de órgãos foram coletados para histopatologia, imuno‑histoquímica e RT‑PCR. No primeiro experimento (BP1), os animais infectados excretaram partículas virais entre os dias 6 e 21 pós-infecção. Quanto ao grupo sentinela, a excreção ocorreu apenas em um animal, no 20º dia pós-infecção, e a soroconversão foi observada no 25º dia pós-infecção. Na BP2, os animais infectados I3 e I4 excretaram partículas virais nos dias 4 e 21 pós-infecção, respectivamente. Apenas um animal sentinela (S3) apresentou excreção no dia 13 pós-infecção. Concluiu‑se que os suínos podem se infectar com BVDV-1 e excretar partículas virais potencialmente infecciosas, sendo capazes de transmitir o vírus a outros suínos através da lâmina d’água.


#2 - Geospatial distribution and risk factors for bovine cysticercosis in the state of Rondônia, Brazil, 37(9):931-936

Abstract in English:

ABSTRACT.- Alves W.C., Rossi G.A.M., Lopes W.D.Z., Almeida H.M.S., Mathias L.A., Vidal A.M.C. & Soares V.E. 2017. Geospatial distribution and risk factors for bovine cysticercosis in the state of Rondônia, Brazil. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(9):931-936. Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Via de acesso Prof. Paulo Donato Castellane s/n, Jaboticabal, SP 14884-900, Brazil. E-mail: gabrielrossiveterinario@hotmail.com This study focused on assessing the prevalence, geospatial distribution and risk factors for bovine cysticercosis in cattle from the state of Rondônia, Brazil, through the years 2012 to 2015. The prevalence established was 0.014% (95% C.I. 0.013-0.014), with a higher detection of unviable cysticerci (84.80%). The municipalities of Itapuã do Oeste, Candeias do Jamari, Nova Brasilândia D’Oeste, Pimenteiras do Oeste, Porto Velho, Nova Mamoré, Urupá and Guajará-Mirim had higher risk (OR>1; p<0.05) for cysticercosis occurrence compared with the municipality of Castanheiras (OR=1). The Administrative Regions of Porto Velho, Guajará-Mirim, Colorado D’Oeste, Cacoal, Ji-Paraná had higher risk (OR>1; p<0.05) for cysticercosis occurrence in the slaughtered animals than those reared in Ariquemes Administrative Region (OR=1). Some variables such as human population density (OR=2.15; 2.15-2.16), percentage of urban houses with inappropriate sewage system (OR=1.91, 1.91-.1.92) and percentage of inappropriate rural sewage system (OR=1.14, 1.14-1.14) were significantly associated (p<0.05) with the occurrence of bovine cysticercosis. In conclusion, the prevalence of bovine cysticercosis in the state of Rondônia was 0.014% (95% C.I. 0.013-0.014) and higher-risk areas were identified, providing useful information to Official Sanitary Inspection System in order to improve cysticercosis detection. Also, human population density and the lack of appropriate sewage system in urban and rural areas are closely related to bovine cysticercosis occurrence in this state.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Alves W.C., Rossi G.A.M., Lopes W.D.Z., Almeida H.M.S., Mathias L.A., Vidal A.M.C. & Soares V.E. 2017. Geospatial distribution and risk factors for bovine cysticercosis in the state of Rondônia, Brazil. [Distribuição espacial e fatores de risco para a cisticercose bovina no Estado de Rondônia, Brasil.] Pesquisa Veterinária Brasileira 37(9):931-936. Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Via de acesso Prof. Paulo Donato Castellane s/n, Jaboticabal, SP 14884-900, Brazil. E-mail: gabrielrossiveterinario@hotmail.com Este estudo objetivou avaliar a prevalência, distribuição espacial e fatores de risco para a ocorrência de cisticercose bovina em animais abatidos oriundos do Estado de Rondônia, Brasil, entre os anos de 2012 a 2015. A prevalência observada foi de 0,014% (I.C. 95% 0,013-0,014), com maior detecção de cisticercos inviáveis (84,80%). Os municípios de Itapuã do Oeste, Candeias do Jamari, Nova Brasilândia D’Oeste, Pimenteiras do Oeste, Porto Velho, Nova Mamoré, Urupá e Guajará-Mirim apresentaram maior risco (OR>1; p<0.05) para a ocorrência da enfermidade quando comparadas ao município de Castanheiras (OR=1). As Regiões Administrativas de Porto Velho, Guajará-Mirim, Colorado D’Oeste, Cacoal, Ji-Paraná, respectivamente, apresentaram maior risco (OR>1; p<0.05) para a ocorrência de cisticercose nos bovinos abatidos comparadas à Região Administrativa de Ariquemes (OR=1). Algumas variáveis como a densidade populacional humana (OR=2,15; 2,15-2,16), percentual de domicílios urbanos com saneamento inadequado (OR=1,91, 1,91-1,92) e percentual de saneamento rural inadequado (OR=1,14, 1,14-1,14) apresentaram-se como fatores de risco significativos (p<0.05) para a ocorrência de cisticercose bovina. Conclui-se que a prevalência de cisticercose bovina no Estado de Rondônia foi 0,014% (I.C. 95% 0,013-0,014) e que áreas de maior ocorrência puderam ser identificadas, fornecendo informações a serem utilizadas pelo Serviço de Inspeção Federal para melhorar a detecção dos casos. Ainda, a densidade da população humana e a deficiência de sistemas de tratamento de esgotos urbanos e rurais estão intimamente relacionadas com a ocorrência da cisticercose bovina neste estado.


#3 - Occurrence of anti-Brucella antibodies in intensive pig farming and in non-technified pig herds, 36(10):930-934

Abstract in English:

ABSTRACT.- Ricardo P., Oliveira L.G., Baraldi T.G., Mechler M.L., Almeida H.M.S., Silva G.C.P., Gatto I.R.H. & Mathias L.A. 2016. Occurrence of anti-Brucella antibodies in intensive pig farming and in non-technified pig herds. Pesquisa Veterinária Brasileira 36(10):930-934. Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, Via de Acesso Prof. Paulo Donato Castellane s/n, Jaboticabal, SP 14884-900, Brazil. E-mail: luis.guilherme@fcav.unesp.br The aim of this study was to determine the occurrence of antibodies anti-Brucella in 1,940 swine blood samples. Out of the 1,940 sera samples, 1,594 were from 30 intensive pig farming from seven different states, collected during the slaughtering of animals, and 346 samples from 56 non-technified (subsistence) pig herds from Jaboticabal region, São Paulo State, Brazil. All samples were tested by Buffered Plate Acidified Antigen (BPAA) and considered positive in case of agglutination. If positive, the samples were tested by Complement Fixation Reaction (CFR) as a confirmatory test. Out of the 1,594, two were positive for BPAA but negative for CFR, so the occurrence was 0%. Among the 346 samples, two were positive for BPAA but only one was positive in the confirmatory test, whith a titer of 1:8. Thus, the occurrence was 0.29%, an important result to demonstrate the improvement of the sanitary status of Brazilian non-technified pig herds, despite the low conditions of production.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Ricardo P., Oliveira L.G., Baraldi T.G., Mechler M.L., Almeida H.M.S., Silva G.C.P., Gatto I.R.H. & Mathias L.A. 2016. Occurrence of anti-Brucella antibodies in intensive pig farming and in non-technified pig herds. [Ocorrência de anticorpos anti-Brucella em suínos de granjas comercias e de criações de subsistência.] Pesquisa Veterinária Brasileira 36(10):930-934. Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, Via de Acesso Prof. Paulo Donato Castellane s/n, Jaboticabal, SP 14884-900, Brazil. E-mail: luis.guilherme@fcav.unesp.br O presente estudo foi realizado com o objetivo de se determinar a ocorrência de anticorpos anti-Brucella spp. em 1.940 amostras de sangue de suínos, das quais 1.594 amostras eram de 30 granjas comerciais, de sete diferentes Estados, coletadas durante o abate dos animais, e 346 amostras de 56 criações de subsistência da região de Jaboticabal, Estado de São Paulo, Brasil. Todas as amostras foram submetidas ao teste do Antígeno Acidificado Tamponado (AAT) e consideradas positivas caso ocorresse aglutinação. Quando positivas, as amostras eram submetidas ao teste de Reação de Fixação de Complemento (RFC) como teste confirmatório. Dentre as 1.594 amostras de suínos de granjas comerciais, duas se mostraram sensíveis ao AAT, porém, quando foram submetidas à RFC, ambas apresentaram reação negativa, levando a uma porcentagem de ocorrência de 0%. Já entre as 346 amostras de criações de subsistência, duas foram positivas ao AAT, sendo que apenas uma apresentou reação positiva no teste confirmatório, cujo título foi de 1:8. Desta forma, a ocorrência foi de 0,29%, resultado importante para demonstrar a melhoria do status sanitário dos rebanhos de subsistência brasileiros, apesar das condições precárias em que vivem


#4 - Testing pigs of non-technified rearing farms for serum antibodies against Taenia solium in a region of the state of São Paulo, Brazil, 36(3):141-144

Abstract in English:

ABSTRACT.- Rossi G.A.M., Almeida H.M.S., Guimarães-Peixoto R.P.M., Acevedo-Nieto E.C., Pinto P.S.A., Vidal A.M.C., Mathias L.A. & Oliveira L.G. 2016. Testing pigs of non-technified rearing farms for serum antibodies against Taenia solium in a region of the state of São Paulo, Brazil. Pesquisa Veterinária Brasileira 36(3):141-144. Departamento de Medicina Veterinária Preventiva e Reprodução Animal, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, Via de acesso Paulo Castellane s/n, Jaboticabal, SP 14884-900, Brazil. E-mail: gabrielrossiveterinario@gmail.com Taenia solium is a zoonotic tapeworm of great importance in developing countries, due to the occurrence of human taeniasis and cysticercosis. Pigs have an important role in the biological cycle of the parasite as intermediate hosts. The scientific literature has been describing risk factors associated with the occurrence of this disease that must be avoided in countries with poor sanitation, in order to reduce the exposure of swine to the parasite eggs. This research focused on testing pigs of non-technified rearing farms for serum antibodies against Taenia solium in the region of Jaboticabal municipality, in the state of São Paulo, Brazil. The found prevalence was 6.82% (CI 95% 4.18 - 9.45) at animal level and 28.87% (CI 95% 16.74 – 40.40) at herd level. These figures are probably associated with low technification adoption during animal rearing in the studied area, which increased the exposure of the animals to risk factors associated with the occurrence of Taenia solium complex. The results found based on serological evidences of swine cysticercosis in the studied region serves as a warning to public sanitary authorities to improve public health and control T. solium.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Rossi G.A.M., Almeida H.M.S., Guimarães-Peixoto R.P.M., Acevedo-Nieto E.C., Pinto P.S.A., Vidal A.M.C., Mathias L.A. & Oliveira L.G. 2016. Testing pigs of non-technified rearing farms for serum antibodies against Taenia solium in a region of the state of São Paulo, Brazil. [Anticorpos séricos contra Taenia solium em suínos de criações não tecnificadas em uma região do Estado de São Paulo, Brasil.] Pesquisa Veterinária Brasileira 36(3):141-144. Departamento de Medicina Veterinária Preventiva e Reprodução Animal, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, Via de acesso Paulo Castellane s/n, Jaboticabal, SP 14884-900, Brazil. E-mail: gabrielrossiveterinario@gmail.com A Taenia solium é uma importante zoonose com grande importância em países em desenvolvimento, devido a ocorrência de teníase e cisticercose em humanos. Os suínos possuem grande importância no ciclo biológico desse parasita como hospedeiros intermediários. A literatura científica descreve alguns fatores de risco associados com a ocorrência da enfermidade e que devem ser evitados em países com baixo saneamento básico a fim de reduzir a exposição dos suínos aos ovos do parasita. Assim, objetivou-se avaliar a presença de anticorpos séricos contra Taenia solium em suínos de criações não tecnificadas na região do Município de Jaboticabal, Estado de São Paulo, Brasil. A prevalência estabelecida foi de 6,82% (IC 95% 4,18 - 9,45) a nível animal e 28,87% (IC 16,74 - 40,40) nos rebanhos. Isso está provavelmente associado ao baixo nível de tecnificação adotado durante a criação dos animais na área avaliada, o qual aumenta a exposição dos animais aos fatores de risco associados ao complexo Taenia solium. Os resultados da ocorrência de cisticercose suína baseados em evidências sorológicas na região avaliada servem como um alerta as autoridades sanitárias para promover a saúde pública e controlar a Taenia solium


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV